'Fui presidente para interferir mesmo', disse Bolsonaro sobre PF e Receita ~ Quixabeira do Assaré

'Fui presidente para interferir mesmo', disse Bolsonaro sobre PF e Receita

Por interferência de Bolsonaro, foi trocado o comando da superintendência da PF no Rio de Janeiro e foi afastado o subsecretário-geral da Receita Federal.

O presidente ressaltou que a Receita Federal "tem problemas" e que, por isso, deve haver novas mudanças, sem especificá-lasArquivo/Agência Brasil
Em uma reação às críticas de que tem interferido na Polícia Federal e na Receita, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que foi eleito justamente para tomar decisões e que não será um "banana" ou um "poste" no exercício do mandato.
"Houve uma explosão junto à mídia no Brasil, uma explosão. Está interferindo? Ora, eu fui [eleito] presidente para interferir mesmo, se é isso que eles querem. Se é para ser um banana ou um poste dentro da Presidência, tô fora", disse nesta quarta-feira (21) na abertura do Congresso Aço Brasil.
A pedido do presidente, o que causou um constrangimento ao ministro da Justiça, Sergio Moro, foi trocado o comando da superintendência da PF no Rio de Janeiro. E, na segunda-feira (19), também após uma interferência dele, foi afastado o subsecretário-geral da Receita Federal.
"Na Polícia Federal, eu indiquei o Moro. E o Moro indicou o diretor-geral. E ali, no quarto escalão, há as superintendências. Onze já foram mudadas. Quando apareceu a do Rio de Janeiro, eu fiz uma sugestão de pegar o superintendente de Manaus", disse Bolsonaro.
O presidente ressaltou que a Receita Federal "tem problemas" e que, por isso, deve haver novas mudanças, sem especificá-las. Uma das possibilidades cogitadas é a troca do secretário especial, Marcos Cintra. "A Receita Federal tem problemas. Faz um bom trabalho, mas tem problemas. E devemos resolver esses problemas trocando gente", disse.
O cargo do subsecretário de Fiscalização da Receita, Iágaro Martins, por exemplo, também está em risco. Ele é visto como um integrante do órgão ligado ao Ministério Público e vem sendo criticado nos bastidores após investigações envolvendo a família de Bolsonaro.
A PF do Rio passa por momento delicado, especialmente após o caso Fabrício Queiroz, PM aposentado e ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Ele é pivô da investigação do Ministério Público do Rio que atingiu o senador e primogênito do presidente. 
A apuração começou após um relatório do governo federal ter apontado a movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão na conta do ex-assessor do filho do presidente na Assembleia Legislativa do Rio, de janeiro de 2016 a janeiro de 2017. Esse caso especificamente não está com a PF, mas há investigações que podem envolver os mesmos personagens.


Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RC CAFETERIA

RC CAFETERIA

RC FLORES

RC FLORES

RC ÓTICA

RC ÓTICA

Caninana - Então Leva Eu (Clipe Oficial)

Redes Socias

Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Players da Rádio Quixabeira FM

Escreva-se no nosso Site

Curta nossa Página do Facebook

As Mais Lidas do Site

TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DO SITE

Ouça no Rádios Net