Quixabeira do Assaré

Primeiro dia da fase de transição para a retomada da economia tem grande movimentação na Capital

A partir desta segunda-feira (1º), 17 setores estão autorizados a retornar o funcionamento em todo o Ceará

Legenda: Passageiros aguardam ônibus no terminal sem cumprir a distância mínima necessária
Foto: Helene Santos

O primeiro dia da fase de transição para a reabertura da economia no Ceará registrou uma grande movimentação de pessoas em Fortaleza na manhã desta segunda-feira (1º).Por toda a cidade, foram registrados um grande fluxo de pessoas se deslocando, gerando, inclusive, engarrafamentos. Transportes públicos também ficaram lotados. O governo do Estado permitiu o retorno de atividade de 17 setores da economia, ainda que com capacidade reduzida. O transporte público é uma delas. Até o dia 7 de junho, estão autorizados a funcionar o Metrofor, o transporte rodoviário na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e a manutenção de bicicletas, mas com somente em 30% da capacidade, o que resulta em uma média de 1.100 funcionários desse setor no Ceará. Nesta manhã, houve aglomerações nas estações do Metrofor na Parangaba e do Centro, mas ainda com menos passageiros do que havia antes da pandemia. Para que o serviço voltasse a operar, foram adotadas rigorosas regras sanitárias e horários reduzidos. 


Legenda: Movimentação na estação do Metrofor em Fortaleza
Foto: José Leomar

No site da Compahia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), há uma página especial com as principais informações sobre o momento de retomada, como a grade de horários e orientações de seguranças. Já no ponto de embarque e desembarque do transporte metropolitano, na Av. Mister Hull, também foi verificado um movimento tranquilo, diferente do costume em dias normais. De acordo com o  presidente do Sindiônibus, Dimas Barreira, as empresas de ônibus seguem com os protocolos de segurança e realizando higienização rigorosa três vezes ao dia. Durante a manhã, também foi possível ver um movimento no Terminal da Parangaba. Passageiros aguardavam em fila, mas sem respeitar a orientação de distância mínima de dois metros. Situação se repetiu no Terminal do Siqueira. Nas imediações da Av. Duque de Caxias, próximo à Praça Coração de Jesus, foi registrado um trânsito intenso. Na via, agentes da operação Via Livre realizaram orientações sobre o respeito às medidas de segurança. Um grande fluxo de veículos também pôde ser visto na Av. Antônio Sales com Via Expressa. 

Legenda: Movimentação intensa de pedestres no Centro de Fortaleza
Foto: José Leomar

30% de alguns setores do comércio também retomam o funcionamento hoje. No Centro de Fortaleza, diversos transeuntes já passavam pelo local. 



Share:

PRISÃO EM ASSARÉ POR PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO.

PRISÃO EM ASSARÉ POR PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO. 




Ontem (31/05/20), por volta das 16h30, quando a guarnição PM do Destacamento de Assaré, formada pelos Sargentos Nunes e Viana e os Soldados Brito e Rocha, realizava rondas no Bairro Moêda, deparou -se com dois indivíduos que demonstraram-se apreensivos com a presença da Polícia e tentaram empreender fuga, no entanto foram alcançados e abordados pelos militares. Com um dos suspeitos, identificado como José Ivan Silva da Cruz, residente no Sítio Morro da Palha, Assaré-Ce, foi encontrado uma arma de fogo de fabricação caseira, calibre 38. O acusado foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil do Crato onde foi autuado e pagou a fiança arbitrada pelo Delegado de plantão, para responder em liberdade.

Fonte:Policia Militar de Assaré
Share:

Assaré: CREAS atende a comunidade em tempos de pandemia

Assaré: CREAS atende a comunidade em tempos de pandemia

 
A Prefeitura Municipal de Assaré-CE, por meio da Secretaria de Trabalho e Assistência Social – SETAS, vem informar sobre o CRONOGRAMA DE ATENDIMENTOS DO CREAS (Psicológico, Social e Jurídico), durante a pandemia COVID-19, onde os profissionais estarão prestando serviços em escala de plantão.
Os atendimentos técnicos presenciais serão agendados pelo número (88) 99625-9547, assim como os atendimentos individuais remotos, serão agendados através do whatsapp pelo mesmo número. Vale ressaltar que o CREAS continua recebendo as denúncias de violações de direitos, através do e-mail: creas_assare@hotmail.com, (88) 996259547 e o disque 100.
Horário de Funcionamento:
O horário de funcionamento do equipamento permanecerá de 8h às 14h, referente aos atendimentos presenciais agendados e após esse horário, há a opção de atendimento via telefone/ whatsapp para casos de urgência.

Share:

Justiça determina bloqueio de R$ 11 milhões de empresa que não entregou respiradores ao IJF

Em outra ação, Prefeitura de Fortaleza pede a devolução imediata de quase R$ 5 milhões pagos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) à mesma empresa



Após a Polícia Federal deflagrar a Operação Dispneia, a Prefeitura de Fortaleza deu entrada em dois processos na Justiça do Ceará, contra a empresa BuyerBR. Ontem, a Justiça estadual emitiu decisão determinando o bloqueio de R$ 11,7 milhões das contas bancárias da empresa requerida, por ela não ter entregue 50 ventiladores mecânicos correspondentes ao contrato do Instituto Doutor José Frota (IJF).

De acordo com a decisão proferida pela juiza Cleiriane Lima Frota, da 3ª Vara da Fazenda Pública, a BuyerBR deve depositar o montante na conta jurídica do IJF, no prazo máximo de 48 horas a contar da decisão e, em seguida, comunicar o feito para que Justiça reanálise a ordem de bloqueio.

O valor milionário corresponde ao pagamento antecipado e de 100% pelos produtos que nunca foram recebidos pelo hospital. O outro processo aberto é referente à compra de 100 ventiladores mecânicos comprados pela Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS), no valor de, quase, R$ 22 milhões (dos quais cerca de R$ 11 milhões foram pagos e, até a publicação desta reportagem, R$ 5,19 mi devolvidos aos cofres do Município). Sobre este, a Justiça ainda não se posicionou.

A assessoria jurídica da BuyerBR afirmou desconhecer esses processos e que ainda não foram notificados. "Quanto à devolução por parte da empresa, do saldo remanescente, aguardamos apenas o cumprimento da burocracia bancária", disseram ao Sistema Verdes Mares.

Nessa segunda-feira (25), a Polícia Federal deflagrou a operação com intuito de investigar supostas irregularidades nas aquisições dos respiradores, para tratar pacientes com a Covid-19. Juntos, os contratos somam R$ 33,8 milhões. Ambos foram cancelados ainda antes do início da operação.

O delegado regional de Combate ao Crime Organizado da PF, Paulo Henrique de Oliveira Rocha, afirmou durante coletiva de imprensa que as compras têm indícios de sobrepreço e de contratação de empresa sem capacidade técnica. "Essas contratações foram feitas para atender necessidades emergenciais, devido à Covid-19, mas foram verificados que os preços não estavam de acordo com o mercado e que a empresa teria recebido parte dos recursos de forma adiantada e sem as devidas garantias", disse o delegado. O custo de cada um dos 150 respiradores adquiridos era de, aproximadamente, R$ 234 mil.

Processos

Além do Município ter solicitado por meio do Poder Judiciário receber, em caráter de urgência, os valores pagos antecipadamente, outros pedidos foram feitos na tentativa de garantir que não haverá prejuízo aos cofres públicos. Em ambos os processos, a Prefeitura requereu bloqueio ou suspensão dos passaportes dos sócios da BuyerBR, "buscando evitar que se ausentem do território nacional e frustrem a aplicação da jurisdição brasileira".

Também foi pedido a suspensão do direito da empresa, assim como de todas as sócias que integrem, participar de licitações públicas e firmar novos contratos administrativos com o Poder Público, em todas as esferas. Segundo a PMF, o intuito é "Evitar que tais pessoas causem ainda mais danos à sociedade".

Os contratantes destacam que a contratada não respondeu às notificações enviadas pelo Município, "bem como vem lesando o erário de diversas entidades federadas, o que denota o seu evidente intuito de cometer fraudes e de tirar proveito da situação da pandemia e da autorização legal para contratações diretas, o que denota a necessidade de se desconsiderar a sua personalidade jurídica".

A Prefeitura ainda alega que tão logo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tomou conhecimento do descumprimento contratual, enviou notificações tentando obter esclarecimentos e solicitou rescisão unilateral dos contratos. Em petição à Justiça, o Município optou pela realização de audiência de conciliação, por meio virtual, ainda sem data marcada para acontecer.

Histórico

O procurador da República do Estado do Ceará, Ricardo Mendonça, informou ainda na segunda-feira (25) que durante as investigações foi percebido que a empresa em questão não tem porte econômico para fornecimento desses respiradores e já teria descumprido contrato anteriormente.

"Inclusive já havia um precedente sinalizando isso. Uma investigação em curso do Ministério Público do Estado de Rondônia (MPRO), pelo fato dessa empresa ter vendido kits de teste rápido para aquele Estado e não ter fornecido no prazo contratual. E o capital social da empresa é muito reduzido, sequer poderia comprar um dos equipamentos que ela vendia", revelou Mendonça.

Horas após a operação, a controladora geral do Município de Fortaleza, Luciana Lobo, garantiu que a Prefeitura não tinha conhecimento sobre histórico envolvendo o nome da BuyerBR: "Evidentemente não se sabia dos problemas. O pagamento integral antecipado, caso de um dos contratos, foi uma condição da empresa para fechar o negócio", pontuou.

Segundo as autoridades envolvidas na investigação, outras prefeituras e instituições brasileiras adquiriram respirador por R$ 60 mil (valor quatro vezes menor) e o próprio Estado do Ceará, por R$ 117 mil (metade do preço). O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, rebateu a acusação sobre a comparação de preços e afirmou que houve "um erro grosseiro de comparar numa mesma tabela diferentes equipamentos, comprados em épocas diferentes, algumas relativas a 2019, outras no começo do ano, antes da pandemia. Comparam equipamento de R$69 mil com um de R$230 mil como se ambos fossem iguais".

Prejuízo

Ontem, a reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Fortaleza a fim de obter informações sobre a decisão em processar a BuyerBR, assim como se há previsão de receber uma nova parcela dos valores já pagos. Até o fechamento desta edição, no entanto, não houve resposta.

Por nota divulgada no início desta semana, a PMF garantiu ter consultado 37 fornecedores de respiradores no mercado nacional, até selecionar a BuyerBR que, segundo o órgão, naquele momento foi a que demonstrou melhor condição de efetuar a entrega dos produtos.

Em outro contato feito com a BuyerBR, através do escritório de assessoria jurídica Theis Valois, eles chegaram a afirmar que pediram à Prefeitura extensão do prazo, mas não houve a flexibilidade. A empresa garantiu que "não tem o que se falar em prejuízo. O único problema é a burocracia".


Fonte:https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/metro/justica-determina-bloqueio-de-r-11-milhoes-de-empresa-que-nao-entregou-respiradores-ao-ijf-1.2250241

Share:

Retomada deve ter início no dia 8 de junho, com sete dias de transição

Detalhes do plano para a reabertura da economia cearense ficaram para serem anunciados na manhã de hoje (28), com a indicação dos setores que poderão voltar às atividades caso números da pandemia diminuam

    Setor de confecções e couros, além de salões de beleza e barbearias devem ser liberados na 1ª fase da               retomada      FOTO: NAH JEREISSATI

O governador Camilo Santana anunciou que o plano de reabertura da economia cearense será anunciado hoje, com "a previsão de retomada gradual e responsável de algumas atividades, e em algumas regiões". A retomada, contudo, não deverá ser imediata, com o Governo do Estado estabelecendo um período de sete dias de transição para que alguns setores da economia possam voltar às atividades. Essa fase de mudança contaria com uma nova prorrogação do decreto de isolamento social e com análises dos indicadores relacionados aos casos do novo coronavírus no Estado.

Sendo assim, o início da reabertura da economia no Estado, previsto inicialmente para o dia 1º, deverá acontecer no dia 8 de junho, considerando a melhora dos indicadores da área da saúde relacionados a contaminações, internações e óbitos causados pela covid-19.

Além disso, uma fonte que participou da reunião entre a equipe do Governo e empresários sobre o plano disse que os setores liberados serão acompanhados das cadeias produtivas, o que deverá dividir os segmentos da economia.

Entre os negócios que poderão operar na primeira fase do plano de reabertura estão salões de beleza e barbearias; indústrias de confecção e toda a cadeia produtiva relativa, como comércios relacionados ao segmento; empresas da construção civil, comércio de material de construção, imobiliárias, e empresas de locação de imóveis; além da indústria do couro e a cadeia produtiva referente a este segmento.

O anúncio do plano de reabertura deverá ser feito pelo governador Camilo Santana ainda na manhã desta quinta-feira (28), segundo a fonte ouvida pela reportagem. O plano deve ter quatro fases.

Comércio

Sobre o retorno das atividades do comércio, que deverá ser liberada apenas em etapas posteriores, o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Freitas Cordeiro, disse estar insatisfeito, mas considerou a medida como positiva. Segundo Cordeiro, é importante ressaltar que algumas empresas poderão abrir já na primeira fase da operação.

Contudo, ele afirmou não concordar com o plano que separa a abertura do comércio por segmento e defende que o projeto contemplasse todo o setor de uma vez só. "Para a FCDL, é claro que o material do Governo é muito técnico, muito bem feito, mas é muito complicado. Não é disso que precisamos. Precisamos de mais objetividade", disse.

Saúde

Em publicação nas redes sociais, o governador Camilo Santana voltou a reforçar a importância das medidas de isolamento social para conter a propagação do novo coronavírus no Ceará. Ele ainda ressaltou que todas as decisões do Estado estão sendo guiadas pelas análises dos especialistas da área da saúde.

"Reafirmo que todas as medidas são respaldadas por estudos e avaliações de nossa equipe de profissionais de saúde, que continuará acompanhando, dia a dia, a evolução dos números, e nos orientando em todas as tomadas de decisão. Vidas em primeiro lugar", destacou o governador Camilo Santana.

Construção

Já o empresário da construção civil e vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), André Montenegro, disse que recebeu a notícia da prorrogação do decreto com a previsão de afrouxamento das regras para determinados segmentos da economia de forma positiva.

Segundo conversas com empresários do setor, Montenegro confirma que a perspectiva é que o Governo do Estado prorrogue o decreto de isolamento social no próximo dia 1º de junho, mas liberando alguns setores da economia em seguida.

Fonte:https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/negocios/retomada-deve-ter-inicio-no-dia-8-de-junho-com-sete-dias-de-transicao-1.2250230

Share:

Eleito como bolsonarista, deputado cearense aponta esquema de ‘fake news’ ligado ao Planalto

As informações foram prestadas ao Supremo Tribunal Federal no inquérito das fake news que resultou em operação da Polícia Federal nesta quarta (27)

    O depoimento do parlamentar aponta para uma coordenação de atos nacionais e regionais     Foto: Helene Santos
Em depoimento prestado em juízo, o deputado federal Heitor Freire (PSL/CE), que já integrou um núcleo próximo ao presidente Bolsonaro, revelou a existência de um grupo conhecido como “gabinete do ódio”. O grupo coordenaria ações nacionais e regionais de propagação de 'fake news' e ataques a figuras públicas e instituições. As informações prestadas pelo parlamentar cearense constam na argumentação presente na decisão de hoje, do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que resultou em operação da Polícia Federal.  
A ação determinou cumprimento de mandados de busca e apreensão contra blogueiros, parlamentares e empresários, todos com ligações ao governo Bolsonaro e ao próprio Palácio do Planalto.
O inquérito investiga a existência do grupo que, segundo o ministro, coordenaria ações como a “disseminação de notícias falsas, ataques ofensivos a diversas pessoas, às autoridades e às instituições democráticas, dentre elas o Supremo Tribunal Federal, com flagrante conteúdo de ódio, subversão da ordem e incentivo à quebra da normalidade institucional e democrática”, revela o ministro no inquérito ao qual esta coluna teve acesso.  
No depoimento, Heitor Freire, eleito deputado federal em 2018 por meio do movimento bolsonarista no Ceará, confirmou a existência do chamado “gabinete do ódio”, apontando inclusive nomes dentro da estrutura. Segundo Heitor, no depoimento, o grupo “se especializou em produzir e distribuir fake news contra diversas autoridades, personalidades e até integrantes do STF”. A atuação, segue o depoimento, consistia em coordenar nacional e regionalmente a propagação dessas mensagens falsas ou agressivas.  
A estrutura, de acordo com o depoimento que consta no processo, conta com uma grande quantidade de páginas nas redes sociais, “que replicam quase instantaneamente as mensagens de interesse do gabinete”. A organização conta com colaboradores de vários estados, a grande maioria sendo de assessores de parlamentares federais e estaduais.  
As informações que ajudaram no convencimento do ministro Alexandre de Moraes para a operação ocorrida nesta quarta-feira (27) detalham o que seria a atuação dos grupos. Os assessores, segundo disse Heitor à Justiça, administram diversas páginas nas redes e grupos de whatsapp que divulgam postagens ofensivas, quase sempre orientados “pelo aludido grupo de assessores da Presidência” da República. 
No depoimento, o parlamentar, que participou da coordenação do movimento político de direita em Fortaleza e da campanha do presidente Bolsonaro, não cita o Ceará nominalmente como estado em que o esquema se repete. Ele apontou Bahia, Pernambuco, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, embora tenha dito ser provável que aconteça em todos os estados. 
Rompimento 
O distanciamento de Heitor Freire do grupo mais próximo do presidente ocorreu em outubro do ano passado, após o vazamento de uma conversa dele com Bolsonaro. No episódio, Heitor negou que tivesse vazado a conversa, mas a explicação não convenceu os aliados mais próximos de Bolsonaro, inclusive aqui no Ceará, como passaram a tratar Heitor como “traidor”. 
Atualmente, Freire mantém a defesa do governo federal em sua atuação parlamentar, mas de maneira mais discreta. A informação do depoimento dele circulou em grupos de whatsapp de apoiadores de Bolsonaro no Estado, o que despertou a ira de alguns. 
Resposta 
Por meio de sua assessoria de comunicação, o parlamentar confirmou o depoimento prestado, mas preferiu não comentar o assunto.

Share:

A Rede Municipal de Assaré, orgulhosamente, registra com muita ênfase, o talento nato, da professora Tainá


A Rede Municipal de Assaré,  orgulhosamente, registra com muita ênfase, o talento nato, da professora Tainá fEsmeraldo,  regente  na Escola Ananias Ferreira de Melo, turma de  3° ano,  no resultado proferido pela a Revista Nova Escola, onde foi aprovada para elaborar, com maestria: o material do Ciclo de Alfabetização do Brasil, na modalidade Ensino Fundamental I, com outros profissionais, brasileiros, também selecionados. A sua criatividade e talento germina agora, no cenário educacional brasileiro, levando o nome da Educação de Assaré, através da Revista Nova Escola para todo país, quiçá para o mundo, pois as postagens dessa revista, são de muita relevância para a Educação brasileira. Portanto nós, que fazemos parte do quadro educacional assareense, não cabe no peito a felicidade, de termos uma filha do Assaré como, destaque, nesse terreno fértil da Educação no Brasil. Como gestora, da pasta da Educação de Assaré, não podia deixar de externar, registrar e divulgar um trabalho tão significativo e digno de tamanha amplitude. Professora Tainá, sinta-se abraçada por todos nós, que compomos a Educação de Assaré, você nos representa e em muito nos orgulha!
Share:

Géssica Pio Live Show - #FiqueEmCasaECanteComigo CLIC E ASSISTA!




Share:

Assaré: Equipe de Endemias faz desinfecção permanente no centro da cidade

Assaré: Equipe de Endemias faz desinfecção permanente no centro da cidade

Mais uma vez, foram desinfetados os pontos de maior fluxo humano na região central da cidade. Os locais que recebem a higienização permanente pela equipe de Endemias são: agências bancárias, lotérica, farmácias, hospital, postos de saúde, mercantis, bancos de praças, região ao redor do Mercado Público e o correspondente bancário.

Fotos da ação de desinfecção realizada nesta segunda-feira, (25), pela Equipe de Endemias.










TV QUIXABEIRA DO ASSARE 
Share:

Mike Tyson pode voltar aos ringues contra brasileiro ex-lutador de MMA

A organização "Bare Knuckle Fighting Championship" prepara um oferta de U$ 20 milhões para ex-campeão mundial de boxe

O ex-pugilista de 53 anos tem treinado para retornar às lutas
Foto: Reprodução/Instagram

O astro do boxe, Mike Tyson, pode retornar aos ringues para enfrentar um brasileiro. A "Bare Knuckle Fighting Championship", organização sem luvas, planeja fazer uma oferta de cerca de 20 milhões (cerca de R$ 110 milhões) ao norte-americano. Um dos favoritos para enfrentar o ex-campeão mundial é o ex-lutador de MMA, Wanderlei Silva, aposentado desde 2014
                                                    ,,
"Não importa o quanto Wanderlei esteja velho, ele é perigoso, e eu acho que seria um combate intrigante", declarou David Feldman, presidente do BKFC, em entrevista ao “MMA Fighting”
      Wanderley tem 43 anos e fez história no extinto Pride FC, evento de MMA
        Foto: Divulgação/UFC
Tyson postou nas últimas semanas em suas redes sociais vídeos treinando e afirmando que vai voltar a lutar, o que despertou o interesse de vários lutados.
Apesar do aceno positivo ao retorno, Tyson teria rejeitado uma oferta inicial da Bare Knuckle Fighting Championship, segundo o presidente da organização, que ainda acredita na chance de levá-lo aos ringues. 
"Ainda não fomos bem sucedidos em fazer esta história do Mike acontecer, mas acho que a porta ainda não está fechada. Ele disse não imediatamente, mas acho que há uma chance", contou Feldman, que revelou que o BKFC volta às atividades no dia 26 de junho, sem local definido.

Share:

OMS suspende temporariamente os ensaios clínicos com hidroxicloroquina por segurança

A decisão da Organização Mundial da Saúde segue a publicação de um estudo que considerou ineficaz ou até prejudicial o uso de cloroquina e seus derivados, como a hidroxicloroquina, contra a Covid-19

OMS suspende temporariamente os ensaios clínicos com hidroxicloroquina por segurançaGeorge Frey/AFP
A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou, nesta segunda-feira (25), que suspendeu "temporariamente" os ensaios clínicos com hidroxicloroquina que realiza com parceiros em vários países, como precaução. 
Esta decisão segue a publicação de um estudo na sexta-feira na revista médica The Lancet que considerou ineficaz ou até prejudicial o uso de cloroquina e seus derivados como a hidroxicloroquina contra a Covid-19, informou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, detalhando que a suspensão dos ensaios foi feita no sábado. 
A OMS iniciou há mais de dois meses ensaios clínicos sobre os efeitos da hidroxicloroquina, chamados "Solidariedade", a fim de encontrar um tratamento eficaz contra a COVID-19. 
Atualmente, "mais de 400 hospitais em 35 países recrutam ativamente pacientes e cerca de 3.500 pacientes foram recrutados em 17 países", explicou a autoridade máxima da OMS. 
Entretanto, de acordo com o grande estudo publicado no The Lancet, realizado com quase 15.000 pacientes, nem a cloroquina nem seu derivado da hidroxicloroquina são eficazes contra a COVID-19 em pacientes hospitalizados e essas moléculas aumentam o risco de morte e arritmia cardíaca. 
Os testes serão suspensos até que os "dados" coletados pelos testes Solidaridade sejam "analisados", disse Tedros. 
"Esta é uma medida temporária", informou Soumya Swaminathan, chefe do departamento de ciências da OMS, antes de enfatizar a "incerteza" em torno do uso da hidroxicloroquina. 
A hidroxicloroquina é um derivado da cloroquina e tem sido usada há décadas contra a malária e também é prescrita em doenças de origem autoimune, como lúpus e artrite reumatóide. 
Após um pequeno estudo chinês pouco detalhado que alegou a eficácia do fosfato de cloroquina no tratamento de pacientes com SARS-CoV2, a cloroquina ganhou destaque. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confessou consumir a medicação para prevenir a COVID-19 e o Ministério da Saúde recomendou seu uso em pacientes contagiados com sintomas leves. 
Na segunda-feira, o chefe da OMS lembrou que esses medicamentos - hidroxicloroquina e cloroquina - "são geralmente reconhecidos como seguros para pacientes afetados por doenças autoimunes ou malária".
No Brasil, após determinação do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Saúde alterou na última quarta (20) o protocolo para permitir o uso dos medicamentos também por pacientes com sintomas leves do novo coronavírus. Até então, a orientação era de uso apenas por pacientes graves e críticos e com monitoramento em hospitais.

Share:

Inquérito sobre suposta interferência na PF terá depoimentos nesta semana

Chefe de gabinete de Flávio deve depor, e Bolsonaro participa de ato Empresário apoiador do presidente Jair Bolsonaro na campanha em 2018 também foi convocado para depor em inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal para investigar suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal

O presidente Jair Bolsonaro em manifestação, no último domingo (24)Foto: PR
Dois dias após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello ter divulgado vídeo de reunião ministerial no qual é alvo de investigação, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou, ontem (24), de uma manifestação pró-governo, em meio à pandemia da Covid-19. Enquanto isso, estão previstos nos próximos dias novos depoimentos no inquérito no STF sobre suposta interferência de Bolsonaro em investigações da Polícia Federal (PF).
A pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), vai prestar depoimento nesta semana o empresário Paulo Marinho, pré-candidato do PSDB à Prefeitura do Rio.
Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo publicada no último dia 16, Marinho disse que a Operação Furna da Onça - que revelou suspeitas sobre um ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e acabou envolvendo o filho do presidente num esquema de "rachadinha" de salários - foi adiada em 2018 para não prejudicar a eleição de Jair Bolsonaro.
Afirmou também que a investigação foi vazada a Flávio por um delegado antes de ser deflagrada. A partir do depoimento, a PGR vai avaliar se o caso tem conexão com as denúncias feitas por Moro e se, por esse motivo, deve ser investigado no mesmo inquérito aberto no STF.
A PF também convocou para depor nos próximos dias o chefe de gabinete do senador Flávio Bolsonaro, Miguel Ângelo Braga Grillo, sobre as acusações de Marinho.
Vídeo
O teor do vídeo da reunião ministerial e os depoimentos em curso são decisivos para a PGR concluir se irá denunciar o presidente da República por corrupção passiva privilegiada, obstrução de Justiça e advocacia administrativa por tentar interferir na autonomia da Polícia Federal.
Ministros de Estado, delegados e uma deputada federal já prestaram depoimento no inquérito que investiga a veracidade das acusações do ex-juiz da Operação Lava Jato contra o chefe do Executivo.
O objetivo é descobrir se as acusações do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública contra Bolsonaro são verdadeiras ou, então, se o ex-juiz da Lava Jato pode ter cometido crimes caso tenha mentido. Na visão de Aras, oito delitos podem ter sido cometidos.
Após apuração da PF, a PGR avalia se haverá acusação contra Bolsonaro. Caso isso ocorra, esse pedido vai para a Câmara, que precisa autorizar sua continuidade, com voto de dois terços.
Manifestação
Pressionado pelo inquérito sobre a suposta interferência no comando da Polícia Federal, que a oposição no Congresso trata como uma possível munição para justificar um pedido de seu afastamento do cargo, Bolsonaro saiu às ruas, ontem, em Brasília, e voltou a provocar aglomeração, contrariando orientações dos organismos de saúde de combate à Covid-19.
Os manifestantes portavam faixas contra Congresso, Judiciário e imprensa. Cercado de seguranças, de ministros e parlamentares, Bolsonaro evitou tocar os manifestantes, mas ficou a poucos centímetros das pessoas aglomeradas. Em dois momentos, sem máscara, carregou crianças no colo.
Novos depoimentos estão marcados no inquérito no STF que investiga suposta interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal. No último domingo (24), ele participou de ato a favor do Governo
Abuso de autoridade
Após a divulgação da reunião ministerial, Bolsonaro publicou ontem (24) um trecho da lei de abuso de autoridade, no que foi entendido como um ataque ao STF. A postagem traz uma foto de um artigo da lei 13.869, de 2019. "Art. 28 Divulgar gravação ou trecho de gravação sem relação com a prova que se pretenda produzir, expondo a intimidade ou a vida privada ou ferindo a honra ou a imagem do investiga ou acusado: pena - detenção de 1 (um) a 4 (quatro) anos".

Share:

Justiça determina 72 horas para André Fernandes provar acusações contra Cabeto

O parlamentar publicou nas redes sociais que o secretário de saúde estadual estaria recomendando a fraude de atestados de óbito no Ceará

O deputado precisa apresentar as provas das acusações feitas contra o secretário nas redes sociaisFoto: Camila Lima
A Justiça estadual determinou 72 horas para o deputado estadual André Fernandes (PSL) apresentar provas das acusações feitas ao secretário de saúde do Ceará, Dr. Cabeto. 
No dia 8 de maio, o parlamentar afirmou que "o secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, anda pressionando os profissionais da saúde para colocarem 'Covid-19' nos atestados de óbito, mesmo a causa dos óbitos sendo coisas nada a ver com coronavírus".
O Secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, anda pressionando os profissionais da saúde para colocarem "covid-19" nos atestados de óbito, mesmo a causa dos óbitos sendo coisas nada a ver com coronavirus.

Já vi o PT roubar muita coisa, mas superfaturar morte é a primeira vez!

3.905 pessoas estão falando sobre isso
A decisão da juíza Nadia Maria Frota Pereira, da 12ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza, pede que Fernandes "fundamente e comprove" a acusação dentro do prazo estabelecido. A contagem, entanto, inicia a partir da data da notificação. O despacho ocorreu na última quarta-feira (20). 

A decisão judicial é resultado de interpelação feita pelo Governo do Estado do Ceará contra as declarações do parlamentar nas redes sociais. O processo protocolado no dia 18 de maio, ou seja, dez dias depois das acusações, pede indenização por danos morais.

Share:

OS MELHORES PRODUTOS PARA SUA CONSTRUÇÃO

MOB TELECOM

MOB TELECOM
TURBINE SUA CONEXÃO

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA
ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

LEVE PARA SEU EVENTO

LEVE PARA SEU EVENTO
CONTATOS PARA SHOWS:(81) 9.9929-8456 / (88) 9.9925-3344

RC ÓTICA

RC ÓTICA
16 Anos com Responsabilida e Qualidade Cuidando dos Seus Olhos.

EMPÓRIO DO AÇAÍ

EMPÓRIO DO AÇAÍ
PRODUTOS NATURAIS

APP MINHA MOB

ÓTICA SAN VALLENTIN

ÓTICA SAN VALLENTIN
Aqui você enxerga a diferença

Redes Socias

Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Players da Rádio Quixabeira FM

Curta nossa Página do Facebook

Primeiro dia da fase de transição para a retomada da economia tem grande movimentação na Capital

Escrito por  Redação ,  12359 / 01 de Junho de 2020. A partir desta segunda-feira (1º), 17 setores estão autorizados a retornar o funcioname...

TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DO SITE

Ouça no Rádios Net