Partidos no Ceará articulam chapas para Legislativo em 2022; deputados planejam trocar de partido

 Escrito por , 

A preocupação das siglas e de parlamentares cearenses é com a proibição da coligação, já que partidos vão disputar vagas sozinhos

Legenda: Deputados cearenses estão preocupados com eleição de 2022 sem coligação
Foto: José Leomar

Partidos no Ceará já articulam estratégias para a montagem das chapas de deputado federal estadual na eleição de 2022. Parlamentares estão preocupados com a proibição das coligações no pleito do ano que vem e se movimentam para trocar de partido, de olho em garantir a reeleição. 

A "pressa" de discutir a eleição de 2022, em meio à pandemia da Covid-19, ocorre, entre outros motivos, devido às novas regras que estarão em jogo nas próximas eleições proporcionais para a Assembleia Legislativa e para a Câmara Federal. 

SEM COLIGAÇÃO 

A principal mudança, já colocada em prática na eleição de 2020, e que deve continuar a valer em 2022, é a proibição das coligações. Nesse modelo visto nas disputas anteriores, partidos maiores e menores se unem em uma chapa, fazendo com que a soma dos votos dados às legendas e aos candidatos aumente as chances de os partidos conseguirem vagas no Legislativo. 

A coligação era crucial para alguns postulantes e um problema para outros. Ela permitia que candidatos de siglas pequenas, que haviam recebido poucos votos, fossem eleitos, por causa dos chamados "puxadores de votos", candidatos fortes que contavam com votação expressiva.  

Por outro lado, candidatos que conseguiam uma boa votação, às vezes, não eram eleitos, porque a coligação não havia atingindo o quociente eleitoral, calculado pela divisão do número de votos válidos na eleição pelo número de vagas na Casa Legislativa.  

O fato é que, sem a coligação, os partidos terão que ir para a disputa sozinhos, ou seja, contarão apenas com os seus votos para conquistar cadeiras. Essa regra revirou a estratégia das siglas no ano passado e já as mobiliza para a próxima disputa. 

ESTRATÉGIA DOS PARTIDOS  

O Cidadania já tem a estratégia da chapa de deputados federais e estaduais para 2022. Segundo o deputado estadual Júlio César Filho, único representante do partido na Assembleia Legislativa e líder do Governo, o partido vai estabelecer um "teto" de até 25 mil votos para os candidatos concorrerem na legenda.  

Estamos sendo procurados por alguns pretensos candidatos, deixando claro que, dentro da chapa, para estadual estamos planejando um corte de até 25 mil votos e aqueles que ainda não testaram o seu nome. É uma chapa que pretendemos fazer 2 ou 3 deputados estaduais, proporcionalmente, com menos votos, mas atingindo o quociente eleitoral
JÚLIO CÉSAR FILHO
Deputado estadual do Cidadania e líder do Governo na Assembleia Legislativa

Júlio César Filho é um dos candidatos do Cidadania à reeleição na Assembleia Legislativa. 

PROGRESSISTAS 

O Progressistas, antigo PP, é outro partido que se movimenta com força nos bastidores para aumentar as cadeiras no Parlamento. Atualmente, é a segunda maior bancada da Assembleia Legislativa, com cinco deputados estaduais.  

O presidente do partido no Ceará, o deputado federal Antônio José Albuquerque, o AJ, e, principalmente, seu pai, o deputado estadual licenciado Zezinho Albuquerque (PDT), estão à frente das articulações.  

Zezinho tem se reunido pelo menos uma vez por mês com os deputados estaduais e com outros parlamentares com interesse em migrar para o partido. Ele projeta que a média de votação dos candidatos progressistas na Assembleia Legislativa fique entre 40 e 50 mil votos. 

Deputado em ano de eleição vira matemático, mas os nossos candidatos que estão na Assembleia, na estrutura do PP, a faixa de eleição é de 40 a 50 mil votos. Temos os cinco estaduais e estamos sendo procurados por vários deputados. Temos deputados certos que virão, temos mais 9 a 11 candidatos novos, e temos diretórios, comissões provisórias que terão o compromisso de votar nos nossos estaduais e federais.
ZEZINHO ALBUQUERQUE
Deputado estadual licenciado do PDT

TROCA DE PARTIDOS 

Entre os deputados estaduais cotados para embarcar no Progressistas, estão Manoel Duca, hoje no PDT, e Audic Mota, atualmente filiado ao PSB. Zezinho também cogita ir para o partido comandado pelo filho, mas é cauteloso e diz que vai conversar antes com os irmãos Cid e Ciro Gomes, líderes do PDT.

"Estou vendo a possibilidade, vai depender de várias coisas. Tenho que ver o que é melhor para o partido, deixar a janela (partidária) abrir. Tenho amizade grande com o Ciro, Cid, vou conversar com eles", avisa. 

Os deputados que vão concorrer à eleição de 2022 poderão mudar de partido seis meses antes da eleição, no período chamado "janela partidária", em que eles são autorizados a trocar de legenda sem correr o risco de perder o mandato.

Em entrevista ao Sistema Verdes Mares no início deste ano, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Evandro Leitão (PDT), disse que aposta em um troca-troca de partido intenso entre os parlamentares no ano que vem. 

PT 

O deputado estadual petista Elmano de Freitas conta que o PT iniciou movimentações em torno dos nomes que vão concorrer a deputado federal e estadual. A sigla tem três representantes na Assembleia Legislativa e três na Câmara Federal e quer amplia a bancada.

Nós vamos constituir um grupo de trabalho para fazer análise. Temos conversado no PT sobre quem são as pessoas com condições de ser candidato. Temos um trabalho chamado "Elas por elas", para estimular que mulheres sejam candidatas e temos um conjunto de companheiros dispostos a ser candidatos no ano que vem. Temos boas chances de aumentar a nossa bancada na Assembleia
ELMANO DE FREITAS
Deputado estadual do PT

CONCORRÊNCIA NO PDT 

No PDT, partido que elegeu 14 deputados estaduais - a maior bancada na Assembleia Legislativa - e seis deputados federais cearenses em 2018, alguns parlamentares estão preocupados. Além dos que vão tentar a reeleição, ainda há uma leva de novos candidatos fortes que prometem travar disputas acirradas por vagas no Parlamento. 

O deputado estadual Tin Gomes é um dos que vai tentar a reeleição e se preocupa com o cenário.  

"A preocupação existe, porque o PDT fez 14 deputados coligado, agora não é mais. A possibilidade de baixar esse número é grande, então tem que ter uma discussão interna. Meu patamar no PDT é no meio (de votação), então vou ter que analisar os colégios, conversar com o Cid, com o governador". 

OPOSIÇÃO 

Já o grupo de oposição ao Governo do Estado, liderado pelo deputado federal Capitão Wagner (Pros), vem se reunindo com partidos e lideranças aliadas para discutir o cenário de 2022. A ideia é que o grupo de Wagner seja lançado em um único partido em uma espécie de "chapão", mas nada ainda foi definido sobre isso.

A deputada estadual Fernanda Pessoa (PSDB) participou de uma reunião com o grupo, recentemente. Ela disse que o objetivo é eleger seis deputados federais e oito deputados estaduais pelo grupo de oposição. Fernanda Pessoa disse que vai concorrer à deputada federal em 2022. 

"O grupo da oposição está se reunindo encabeçado pelo Capitão Wagner. Estamos nos reunindo para fazer um grupo forte de oposição para Governo do Estado e para as chapas de deputado federal e estadual". 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre política
Share:

CPI da Covid-19 discute nesta semana compra e chegada de vacinas ao Brasil; veja agenda

 

O diretor da Anvisa, Antônio Barra Torres, e a presidente da Pfizer no país, Marta Díez, serão alguns dos ouvidos


Legenda: A comissão apura possíveis omissões do Governo Federal no enfrentamento da pandemia causada pelo novo coronavírus
Foto: Agência Senado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura possíveis omissões do Governo Federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 volta a se reunir nesta semana. As audiências terão como foco investigar a chegada das vacinas no Brasil

Nesta terça-feira (11), será ouvido o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, ele será a primeira oitiva da semana. A agência regulatória é responsável por fornecer a aprovação para uso dos imunizantes no País. 

A liberação de vacinas teve início em janeiro, com a autorização emergencial para o imunizante CoronaVac, desenvolvido pelo Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac.

Até agora, a Anvisa já provou o uso de quatro imunobiológicos: além da CoronaVac, as vacinas da Janssen, da Oxford/Astrazeneca e da Pfizer. Somente as duas últimas têm registro definitivo, enquanto as outras se baseiam em autorização emergencial.

Mês passado, a agência reguladora foi criticada por negar o registro do imunizante russo Sputnik V, alegando falhas no processo de produção. Os senadores desejam que seja esclarecida a recusa, através da apresentação das atas e gravações em vídeo das reuniões em que tratou sobre a vacina. 

Barra Torres foi oficializado na chefia da Anvisa em novembro de 2020, em plena pandemia. Assim como vários membros do primeiro e segundo escalão do governo Bolsonaro, ele é militar contra-almirante da Marinha. 
  
Inicialmente, o depoimento de Barra Torres estava previsto para acontecer no dia 6 de maio, mas teve que ser adiado após os senadores decidirem que não finalizariam a tempo a oitiva com o ministro da Saúde Marcelo Queiroga.  

RECUSA DE 70 MILHÕES DE DOSES DA PFIZER 

A comissão ouve a presidente da subsidiária brasileira da farmacêutica norte-americana Pfizer, Marta Díez. Recentemente, a empresa entregou ao Ministério da Saúde cerca de 1 milhão de doses, mas revelou que já negociava com o governo brasileiro desde o ano passado. 

Segundo a Pfizer, o Governo Federal rejeitou a oferta de 70 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 em agosto de 2020, de um total de três propostas. O imunizante desenvolvido pela farmacêutica foi a primeira a obter registro definitivo na Anvisa, no final de fevereiro.

Do total de doses prometidas, 3 milhões estavam previstas para serem entregues até fevereiro, conforme o jornal Folha de S. Paulo. O número é equivalente a cerca de 20% das doses já distribuídas no país até agora.

Também sobre as negociações entre o governo brasileiro e a Pfizer, a CPI ouve o ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten, na quarta-feira (12). 

Ele deixou o cargo no início de março e, em uma entrevista concedida semanas depois, atribuiu ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello a responsabilidade pelo encerramento das negociações com a farmacêutica norte-americana.

Pazuello será ouvido pela CPI no próximo dia 19. Seu depoimento seria na semana passada, mas foi adiado após ele informar que teve contato com casos confirmados de Covid-19.

CRONOGRAMA 

  • terça-feira (11): diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres. 
  • quarta-feira (12): ex-secretário de Comunicação da Presidência da República Fábio Wajngarten
  • quinta-feira (13): presidente da subsidiária brasileira da Pfizer, Marta Díez. 
Quero receber conteúdos exclusivos sobre política

Share:

Regina Duarte pede desculpas por fake news sobre Marisa Letícia e se retrata: 'fui induzida ao erro'

 Escrito por , 

Atriz e ex-secretária da Cultura foi condenada a publicar nota por divulgar que ex-primeira-dama do Brasil tinha R$ 256 milhões na conta

Legenda: Ela falou que não quis propagar inverdade, mas que foi induzida a erro
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

A atriz e ex-secretária da Cultura Regina Duarte publicou na última sexta-feira (7) em seu Instagram "um sincero pedido de desculpas à memória de D. Marisa Letícia e a sua família" após ter sido condenada por ter compartilhado a fake news de que a esposa do ex-presidente Lula tinha R$ 256 milhões na conta.

"Nunca foi minha intenção divulgar uma inverdade ou propagar fake news. Infelizmente, neste caso, fui induzida ao erro e quero por isso estender, pelo sucedido, um sincero pedido de desculpas à memória de D. Marisa Letícia e a sua família", escreveu Regina Duarte.

Em 11 de abril de 2020, ela compartilhou a informação de que foram encontrados R$ 256 milhões nas contas da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva.

CONFUSÃO

Na verdade, o saldo apresentava R$ 26 mil. Um juiz confundiu a quantia aplicada em CDBs com debêntures de outra natureza.

Ele questionou a defesa e, antes mesmo do esclarecimento, as redes bolsonaristas passaram a divulgar o valor errado.
Regina Duarte também publicou a sentença na qual foi condenada a fazer a retratação.

Share:

Morre o jornalista esportivo Fernando Caetano, aos 50 anos

 Escrito por , 

Causas da morte não foram divulgadas

Legenda: Fernando foi repórter por 30 anos e havia deixado o Fox Sports recentemente.
Foto: reprodução/Instagram

O repórter esportivo Fernando Caetano, ex-ESPN e Fox Brasil, morreu na madrugada deste domingo (9), em Marília (SP), aos 50 anos. A morte foi divulgada pela família por meio de redes sociais. As causas da morte, contudo, não foram divulgadas.

A irmã do jornalista, Simone, comunicou a notícia pelas redes sociais. Uma sobrinha de Fernando, Nelize, lamentou a perda do tio. "Meu coração está despedaçado, tio. Obrigada por tanto. Te amo infinito". Diversos jornalistas prestaram homenagem ao repórter e solidariedade à família.

Clubes de futebol também lamentaram a perda. "O Corinthians lamenta a morte do repórter Fernando Caetano, que nos últimos anos passou por FOX Sports e ESPN Brasil, dentre outros veículos. O clube se solidariza com a perda e deseja força aos parentes e amigos do jornalista", publicou o clube.

Conforme o portal mariliense Jornal da Manhã, o repórter teria sofrido infarto duas semanas atrás, tendo precisado de internação.

TRAJETÓRIA PROFISSIONAL

Formado pela PUC de São Paulo, Fernando Caetano iniciou a carreira na rádio Jovem Pan, antes de trabalhar na televisão. Atualmente, morava com os pais em sua cidade natal, Marília, no interior de São Paulo, onde desenvolvia novos projetos para retomar a carreira.

O repórter trabalhou por anos na ESPN, depois mudou-se para a Fox Sports, da qual acabou saindo após reformulação do grupo Disney no fim do ano.

despedida a Fernando Caetano será entre 10 e 14 horas deste domingo, na sala 4 do Velório Municipal de Marília.

Share:

Covid matou, em média, 43 pessoas por dia em Fortaleza no mês de abril

 Escrito por , 

Embora seja inferior ao mês de março, o número de óbitos em decorrência da doença se manteve elevado, conforme registra o Boletim Epidemiológico da Prefeitura

Legenda: Na segunda onda da pandemia, março foi o mês que acumulou mais óbitos na Capital.
Foto: Kid Jr

Fortaleza já perdeu, ao menos, 8.013 vidas para a Covid-19. No mês de abril de 2021, conforme dados registrados até o dia 6 de maio, e informados, nesta sexta-feira (7), no Boletim Epidemiológico da Prefeitura de Fortaleza, a cada 24 horas, em média, 43 pessoas morreram vítimas da doença na Capital. 

O número de mortes é elevado, mas, felizmente, ainda foi menor do que no mês anterior. Em março foram 1.537 mortes por Covid, enquanto em abril foram 1.289 ocorrências. A média em março foi de 49 mortes de pessoas infectadas pelo coronavírus, a cada dia. 

Na segunda onda da pandemia, março foi o mês que acumulou mais óbitos na Capital. Na primeira onda, maio de 2020 atingiu índices extremos e teve 2.338 mortes por Covid. A média, à época, foi de 75 mortes a cada 24h. 

DINÂMICA DOS CASOS E ÓBITOS   

Conforme o Boletim Epidemiológico divulgado sexta-feira (7), "a média diária de óbitos em março de 2021 aproximou-se de cinquenta mortes e caiu para 43 óbitos em abril. Neste mês houve declínio da mortalidade, particularmente na segunda quinzena". 

Do total de mortes por Covid ocorridas em Fortaleza desde o início da pandemia, de acordo com o Boletim:

25% foram confirmadas na população de 20-59 anos75% no grupo com 60 anos e mais;55% dos pacientes que morreram eram do sexo masculinoO documento registra também que, em abril, foram contabilizados 1,1 mil novos casos de Covid a cada dia. No total, o mês teve 33,5 mil novas confirmações da doença.NOVO LOTE COM 38 MIL DOSES DA CORONAVAC CHEGA AO CEARÁAPENAS 58 CIDADES DO CEARÁ VACINARAM MAIS DE 10% DA POPULAÇÃO COM 2 DOSES CONTRA A COVID-19No Boletim consta também que "cabe ressaltar que ainda estamos em um patamar elevado de casos". E indica que "apesar do temporário crescimento da média móvel não estar associado ao processo de reabertura das atividades, a incidência deve ser rigorosamente monitorada, considerando a atual elevada positividade dos exames de RT-PCR". Na Capital, entre os dias 30 de abril a 6 de maio de 2021, a proporção de positividade das amostras dos examtes RT-PCR de residentes de Fortaleza analisadas pelos laboratórios da rede pública foi de 46,9%. 
Share:

Destroços de foguete chinês caem no Oceano Índico, próximo a Maldivas, sem danos a regiões habitadas

 Escrito por , 

Reentrada na atmosfera ocorreu na noite de sábado (8), no horário do Brasil

Legenda: Foguete Long March 5B foi lançado em 29 de abril
Foto: AFP

Os destroços do foguete chinês Long March 5B caíram no Oceano Índico, a oeste das Maldivas, segundo a mídia estatal chinesa. Não houve danos a regiões habitadas. 

A reentrada do foguete na atmosfera ocorreu às 10h24 do horário de Pequim, final da noite de sábado (8) no Brasil. Os destroços caíram nas coordenadas de 72,47° de longitude leste e 2,65° de latitude norte.

Observadores e cientistas estão tentando rastrear a localização exata que o foguete cairia desde o início da semana, após ser divulgado que a nave reentraria na atmosfera terrestre de 'forma descontrolada'. 

Segundo o Escritório Chinês de Engenharia Espacial, a maior parte dos destroços se desintegrou durante o processo de reentrada. Não haverá poluição a água do oceano índico, já que o combustível usado é sustentável, ainda segundo o órgão. 

O Long March 5B foi lançado no dia 29 de abril para colocar em órbita o Tianhe, módulo principal da primeira estação espacial permanente da China.

Os detritos que caíram na Terra fazem parte do primeiro estágio do foguete, que possui cerca de 30 metros de comprimento, 5 metros de largura e 187 toneladas.

VISTO DO BRASIL

foguete Long Mach 5B
Legenda: Foguete Long March 5B foi lançado em 29 de abril
Foto: AFP

O foguete foi visto no céu de Monte Castelo, no Norte de Santana Catarina, por volta de 18h30 de sexta-feira (7), conforme o portal G1. A câmera de monitoramento de uma estação da cidade registrou a passagem da nave. 

Entre sexta-feira e sábado, o foguete foi visto também no Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, conforme a Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon).

Share:

Aos 101 anos, ator e dublador Orlando Drummond é internado em estado grave no Rio

Intérprete do Seu Peru, da Escolinha do Professor Raimundo, está com infecção urinária


 Legenda: Artista está hospitalizado na Capital fluminense há 15 dias

Foto: Mauricio Fidalgo/TV Globo

O ator e dublador Orlando Drummond, 101, está internado há cerca de 15 dias no Rio de Janeiro com um quadro grave de infecção urinária. A informação foi confirmada pelo neto dele, Alexandre Drummond, nessa sexta-feira (7).

Segundo o familiar,  o avô ficou por alguns dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas havia apresentado melhora no estado de saúde e foi remanejado para o quarto.

Nessa sexta-feira (7), no entanto, a infecção voltou. Ele disse ainda que é comum o avô ter esse tipo de infecção. "Ele teve uma recaída", explicou o neto. Alexandre diz que os médicos estão procurando alternativas de tratamento, visto que o antibiótico que estava sendo administrado não poderá mais ser usado.

"Além dos rins não aguentarem mais, porque era muito forte, o antibiótico já não teria a mesma resposta", ponderou. "Mas ele é o nosso Highlander e acreditamos que ele vai sair dessa, contamos com as orações de todos".

IMUNIZAÇÃO 

Alexandre Drummond também contou que a família evitou o quanto pode internar o avô, por causa da pandemia de Covid-19, mas isso acabou sendo necessário. Ele disse que o fato de Orlando já ter tomado as duas doses da vacina os tranquilizou.

Em 26 de fevereiro, Orlando Drummond recebeu a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em sua casa. A vacina foi aplicada pela equipe Senador da Estratégia Saúde da Família, do CMS Maria Augusta Estrella, em Vila Isabel, na zona norte do Rio.

Drummond, que interpretou o personagem Seu Peru na "Escolinha do Professor Raimundo", recebeu a primeira dose do imunizante em 31 de janeiro, em uma cerimônia simbólica que marcou o início da vacinação de idosos na cidade carioca.

Ao lado de Chico Anysio, Orlando Drummond ganhou notoriedade com o personagem Seu Peru da Escolinha do Professor Raimundo, criado em 1952 para a versão do programa ainda no rádio. Ele também ficou conhecido por dublar Scooby Doo, Alf ("Alf: O ETeimoso"), Popeye, e Vingador ("Caverna do Dragão").


Share:

MIMOS MILU Loja virtual

MIMOS MILU         Loja virtual
FOFURAS E PAPELARIA (88) 9- 9783-0486

Ouça a Rádio Quixabeira Ao vivo

Clique na Imagem e Ouça a Rádio Quixabeira

MOBILIDADE URBANA

MOBILIDADE URBANA
DE SEXTA A DOMINGO EM JUAZEIRO

CANINANA

CANINANA
conferida no nosso novo CD!!

JOÃO PAULO FRETES E VIAGENS

JOÃO PAULO FRETES E VIAGENS
(88)99905.1070

OS MELHORES PRODUTOS PARA SUA CONSTRUÇÃO

MOB TELECOM

MOB TELECOM
TURBINE SUA CONEXÃO

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA
ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

RC ÓTICA EM ASSARÉ E TARRAFAS

RC ÓTICA EM ASSARÉ E TARRAFAS
16 Anos com Responsabilida e Qualidade Cuidando dos Seus Olhos.

APP MINHA MOB

Redes Socias

Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Players da Rádio Quixabeira FM

Curta nossa Página do Facebook

Partidos no Ceará articulam chapas para Legislativo em 2022; deputados planejam trocar de partido

  Escrito por   Letícia Lima ,   leticia.lima@svm.com.br   09:30 / 10 de Maio de 2021. A preocupação das siglas e de parlamentares cearenses...

TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DO SITE

Ouça no Rádios Net