investimento de R$14 milhões Inauguração do Teleférico de Barbalha deve ocorrer em outubro



Foto: Ascom SOP Ceará
Em 15/09/2021 
A Prefeitura de Barbalha anunciou, nesta terça-feira (14), que uma reunião do prefeito Guilherme Saraiva (PDT) com representantes do Instituto Dragão do Mar, responsável pela administração do Teleférico de Barbalha, foi realizada na última segunda-feira (13), visando discutir últimos ajustes antes da abertura oficial do equipamento, prevista para outubro.

O investimento de R$14 milhões é oriundo do Governo do Ceará. De acordo com a gestão municipal, as obras já estão 100% finalizadas, tendo a reunião do último dia 13 de setembro tratado das contratações, funcionamento, organização e logística. A ideia agora seria promover encontros com as comunidades locais para apresentação do projeto.

De acordo com a gestão municipal, estiveram presentes na reunião, ainda, o vice-prefeito, Everton Siqueira, a presidente do Instituto Dragão do Mar, Rachel Gadelha, a Gestora Executiva do Complexo Caldas, Charmene Rocha, o Secretário de Cultura, Isaac Luna, a Secretária de Educação, Jussara Luna, Secretário de Infraestrutura, Antônio Everardo, e o Adjunto, Getúlio Moura e engenheiros técnicos.

Por Alan Clyverton
Miséria.com.br
Share:

Habilitação Programa CNH Popular no Ceará deve voltar em outubro com 20 mil carteiras

     Em 15/09/2021 
Programa CNH Popular no Ceará deve voltar em outubro com 20 mil carteiras habilitação. A informação é do governador Camilo Santana (PT), divulgada em live nesta terça-feira, 14. No início de setembro, Camilo já havia anunciado a retomada do programa, mas não havia confirmado a data.

Criado em 2009, o programa abre a oportunidade para que pessoas de baixa renda possam ter acesso, sem nenhum custo, à carteira de habilitação, tanto da categoria A, que serve para motos, quanto para categoria B, que autoriza a condução de carros. O programa prevê que os motoristas que realizem o curso para receberem a categoria do tipo A também ganhem um capacete.

Desde de sua criação, o programa CNH Popular já contemplou quase 140 mil cearenses, que, graças à gratuidade do projeto, conseguiram ter acesso ao processo de habilitação de motos e carros. Vale destacar que o programa só é válido para pessoas sem habilitação nas categorias.

Fonte: O Povo
Share:

Assaré avança com obras de melhorias na infraestrutura da cidade

 


Com investimentos para garantir uma melhor infraestrutura para os moradores de Assaré, a Prefeitura Municipal , está realizando durante o mês de setembro diversas obras em todo o município. Os trabalhos são coordenados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura.

A iniciativa contempla ações de pavimentação de ruas, construção e manutenção da rede de esgoto e limpeza da cidade. As melhorias já chegaram no trecho da Rua Prefeito Raul Onofre, onde está sendo construída nova rede de esgoto, a entrega está prevista para o  início do próximo mês. Na travessia da Rua Antônio Paiva de Sousa, que enfrentava problemas com o esgoto há sete anos, os trabalhos já foram concluídos.

As obras incluem ainda, pequena reforma na Creche do distrito Aratama, revitalização de calçamento e rede de esgoto da Rua Enoque Bernardes Alves, manutenção da rede de esgoto da rua São Francisco e revitalização de praças da cidade.

Share:

Assaré recebe instrumentos para Banda de Música Municipal Manoel de Benta


O Município de Assaré foi contemplado com o Prêmio Funarte de Apoio à Bandas de Música, idealizado pela Fundação Nacional de Artes (FUNARTE), no qual foi contemplado para o recebimento de instrumentos musicais.

A vice-prefeita, Niza Costa, esteve em Fortaleza no último dia,31, onde recebeu três instrumentos musicais de grande porte. Dentre os equipamentos um bombardão ¾, um bombardino e um saxofone auto, destinados a Banda de Música Municipal Manoel de Benta.

Para o Secretário de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer,  Antônio Almeida, a conquista de novos instrumentos para a Banda de Música vem agregar valor e valorizar o trabalho que a banda de música Manoel de Benta vem realizando no município.

Share:

Gestores de Assaré realizam visita técnica em centro de reciclagem em Jucás


O Secretário de Agricultura de Assaré, Júnior Góis, e a diretora do Departamento de Meio Ambiente, Zyliana Gomes, visitaram um centro de triagem de materiais recicláveis no município de Jucás.

O objetivo da agenda foi que os gestores conhecessem o funcionamento do centro de triagem que é gerenciado pela associação dos catadores de Jucás. A visita teve a participação do Assessor Técnico, Evandro Santos.

Os gestores Assareenses foram recebidos pelo Secretário de Desenvolvimento Agrário e Meio Ambiente, Cláudio Lavor que esclareceu sobre os trâmites de licenciamento ambiental. Aproveitando a oportunidade, Júnior Góis discutiu sobre a cadeia produtiva do leite, que está dentro do planejamento do Governo Municipal.

Para Júnior Góis, a troca de experiência é muito importante para as duas cidades, “São municípios com realidades próximas, com um número de habitantes bem semelhantes. Agradeço muito ao secretário Cláudio Lavor e toda a sua equipe pela recepção e atenção conosco”.

Share:

Morre Dudu Braga, filho de Roberto Carlos, aos 52 anos

Produtor estava internado em coma para tratar um câncer no peritônio

Escrito por Redação


Legenda: Estado de Dudu Braga era considerado irreversível
Foto: reprodução/Instagram

O produtor musical Dudu Braga, filho de Roberto Carlos, morreu nesta quarta-feira (8) aos 52 anos. Ele estava internado em coma para tratar um câncer no peritônio, uma membrana que envolve os órgãos da cavidade abdominal. A doença foi descoberta em setembro do ano passado. As informações são da revista Contigo!.

Ele estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein, e a morte foi confirmada por pessoas próximas ao produtor que estavam na unidade de saúde. O velório de Dudu Braga será restrito aos familiares mais próximos.

Ele deixa a esposa Valeska Braga e a filha Laura, de quatro anos. Segundo a revista Rolling Stone, o artista havia vencido duas batalhas contra o câncer de pâncreas em 2019.

Doença podia não ter cura

Na ocasião da descoberta da doença, o produtor musical afirmou, em entrevista a José Luiz Datena, que a doença podia não ter cura. "Talvez viva de quimio em quimio", comentou. Ele destacou que o novo diagnóstico foi um baque, o que o mudou como pessoa.

"Eu sempre fui um cara muito resiliente, acho que pela questão da visão [ele era deficiente visual], sei que não tenho controle sobre tudo, então vou ter que aprender a lidar com isso", disse à época. "Estou de peito aberto, dessa vez resolvi falar, na outra não falei muito a respeito".

Em agosto, Dudu Braga disse, à revista Quem, que estava fazendo quimioterapia, prevista em oito sessões. Ele explicou que o tumor no pâncreas foi metastático — quando passa do órgão em que começou para outras partes do corpo — e acabou voltando no peritônio.

"Apareceram três pontinhos no peritônio. Fiz o tratamento, fiquei bem, e voltou [o câncer] há um mês", relatou, acrescentando que os médicos resolveram entrar com uma medicação nova. Mesmo internado, o produtor comentou estar ativo: "Faço o programa da rádio, as palestras, as lives, tudo aqui do hospital. Se tivesse um programa na TV, apresentaria daqui", disse.

Share:

"BEM-VINDOS A BRAGUIL” Exclusivo: Prefeito de Braga prevê êxodo de brasileiros após ameaça de Bolsonaro: "Braços abertos"

     Letreiro de Braga no centro histórico da cidade | Município de Braga/Divulgação

 Às vésperas da eleição do presidente Jair Bolsonaro em 2018, o prefeito de Braga, Ricardo Rio, escreveu um artigo no qual recebia os brasileiros desiludidos de braços abertos: “Bem-vindos a Braguil”. A cidade da região norte de Portugal é exemplo de integração dos brasileiros para o combate ao decréscimo da população.

Três anos depois, diante do mais recente episódio da crise política no Brasil, que culminou com ameaça golpista de Bolsonaro, Rio volta a abrir a cidade para os brasileiros insatisfeitos com a condução do governo. Em entrevista exclusiva ao Portugal Giro, o prefeito prevê a possibilidade de um novo êxodo.

- Aquilo que nós temos para oferecer, além da segurança numa perspectiva mais física, é também a estabilidade e tranquilidade que, infelizmente, o Brasil não consegue oferecer estes dias e, provavelmente, não conseguirá oferecer nos próximos tempos - disse Rio.

ProcuraAbertura para turistas brasileiros sobe preço e esgota passagens para Portugal

Prefeito desde 2013 pelo Partido Social Democrata (PSD), de centro-direita, Rio é economista, tem 48 anos e comanda uma cidade aberta aos imigrantes. Tanto que Portugal perdeu habitantes no censo 2021, mas Braga ganhou população nos últimos anos graças aos brasileiros.

Confira a entrevista:

Portugal Giro: O que diria aos brasileiros que planejam ir a Braga?

Ricardo Rio: Braga recebe bem, tem margem para crescer e acolhe bem os que aqui chegam. É uma cidade intercultural, inclusiva e recebemos de braços abertos todos os que venham para ajudar no desenvolvimento da cidade e consigam concretizar aqui suas ambições.

PG: Prefeito... No Brasil chamamos prefeito. (Em Portugal, o cargo é presidente da Câmara Municipal)

RR: Eu sei, eu sei.

PG: Já está acostumado? Porque em Braga falam “brasileiro”, não é? É mais “Braguil” que Braga?

RR: Braguil, é verdade. Não sei se fui o primeiro a usar a expressão, mas escrevi o artigo “Bem-vindos a Braguil” (no “Correio da Manhã”). A partir daí, o nome ficou.

PG: No artigo de 2018, escreveu sobre um anunciado êxodo para Portugal dos brasileiros desiludidos com a nova realidade política do país. Vivemos um momento semelhante, não? Acredita que possa haver um novo exôdo?

RR: Sim. A verdade é que, ao longo dos últimos anos, mesmo num período em que o Brasil teve certa estabilidade, nunca houve um abrandamento de cidadãos brasileiros com intenção de se deslocarem para a cidade. Qualquer fator que venha a perturbar as expectativas dos brasileiros em relação ao seu país poderá vir a acelerar a intenção de mudarem para Portugal. E, em particular, para Braga. Condicionados, também, a uma questão de natureza econômica. Mas a alteração do cenário político pode ser um acelerador da imigração.

CrisePerfil dos pedidos de cidadania portuguesa muda e vira saída para incerteza econômica no Brasil

PG: O Sr. ouviu as declarações do presidente brasileiro com ameaças golpistas?

RR: Sim. Este cenário e todas as circunstâncias recentes vão criando um clima de grande incerteza nas pessoas. Obviamente que aquilo que nós temos para oferecer, além da segurança numa perspectiva mais física, é também a estabilidade e tranquilidade para o desenvolvimento de atividades profissionais, ou outras que, infelizmente, o Brasil não consegue oferecer estes dias e, provavelmente, não poderá oferecer nos próximos tempos.

PG: Por este e outros motivos que a população de Braga aumentou, ao contrário do que aconteceu em Portugal de maneira geral na última década? E o aumento foi possível graças à imigração de brasileiros?

RR: De fato, ao longo dos últimos dez anos, Braga foi o município de Portugal que mais cresceu em valor absoluto, com quase 12 mil novos habitantes. Mesmo entre as grandes cidades, foi, claramente, aquela que mais cresceu em termos relativos, 6,5%, número muito superior aos outros municípios. Estamos no sentido oposto daquilo que é a realidade do país. Aqui ao lado, o Porto, por exemplo, diminuiu. Isto deve-se aos fatores de atração da cidade: dinâmica econômica, criação de postos de trabalho qualificados e qualidade de vida permitiram captar muitas pessoas de diversos pontos do país e também imigrantes. Entre eles, a maior parte de brasileiros, como sentimos no dia a dia da cidade. Dos novos habitantes, parte substancial é brasileira, com ou sem ligação com Portugal. 

ExclusivoPopulação brasileira em Portugal cresce pelo quarto ano seguido e bate recorde na pandemia

PG: Qual a explicação para trocarem Lisboa e Porto como destinos preferenciais?

RR: Várias razões. Uma é o fato de Braga ter um nível alto de qualidade de vida, enquanto que nas grandes metrópoles há mais insegurança, trânsito e custo de vida elevado. Braga é uma cidade que tem tudo, excelente infraestrutura nas áreas da saúde, educação, lazer, cultura e esporte. Ao mesmo tempo, o custo comparado é muito inferior aos das outras cidades. Um apartamento com as mesmas características custa em Braga menos 20% a 30% do que custa no Porto, que está a trinta minutos de distância*. 

*(Observação do PG: o trem mais rápido, e mais caro, de até € 20,80, leva 36 minutos. O mais lento pode demorar 1h11m, mas custa € 3,25).

OportunidadePandemia impulsiona expansão de empresas brasileiras em Portugal

PG: Este valor que informou é para aluguel ou compra de imóvel?

RR: Para os dois. É mais ou menos a mesma coisa. Há em Braga uma diminuição do valor face ao que acontece em outras cidades de idêntica dimensão. É um fator competitivo importante para atrair quem aqui deseja se instalar.

PG: Quanto é preciso para dois brasileiros recém-chegados, com uma criança, morarem em Braga?

RR: Nós temos apartamentos de dois quartos, em um bom bairro, por € 500 ou € 600 (*), dependendo das características do próprio apartamento. E pode juntar a isto todos os outros custos de consumo de serviços públicos, que são mais baixos que em outras cidades.

(*) O PG consultou brasileiros recém-chegados a Braga, que confirmaram os valores. E acrescentaram que há aluguéis ainda mais baratos. Mas o preço não inclui serviços como internet e tv por assinatura, luz, água, passagens de transportes públicos e, se não houver vaga na rede pública, creche para crianças pequenas.

ChancesGigantes tecnológicas de Portugal abrem vagas para contratar no Brasil

PG: E para quem procura trabalho em Braga? Onde tem emprego, no setor digital ou nos serviços?

RR: Temos, obviamente, um crescimento significativo nos setores do comércio e turismo. Mais importante tem sido o crescimento da nossa base industrial. Braga é uma das cidades mais inovadoras, está entre as finalistas ao prêmio capital europeia da inovação até 250 mil habitantes. Há cada vez mais empresas tecnológicas e à procura de pessoas qualificadas nas áreas de engenharia e tecnologia da informação. Temos a InvestBraga, nossa agência de dinamização econômica para apoiar o crescimento. E também uma plataforma chamada “Work in Braga”, onde qualquer cidadão, em qualquer canto do mundo, pode conhecer as ofertas de emprego da cidade.

PG: Tinha por hábito receber os imigrantes em uma visita de cortesia. Ainda faz isto em seu gabinete?

RR: Sim, sobretudo os muitos investidores brasileiros que nos tem procurado. E também muitos cidadãos que estão ligados a projetos e associações e nos desafiam para estarmos diretamente envolvidos. Recordo a associação UAI, com papel importante para integração dos brasileiros, e o projeto do bloco carnavalesco Minho de Janeiro, uma forma de compartilhar culturas. Há vários projetos esportivos, de capoeira, todos com os quais gosto de colaborar, porque a prefeitura acaba sendo uma alavanca. 

EntendaPartidos de Portugal buscam votos de imigrantes com candidatos brasileiros. Conheça

PG: Braga ganhou a eleição de destino europeu de 2021?

RR: Exatamente.

PG: Então, o que o brasileiro vai encontrar, ou reencontrar, em Braga nesta reabertura ao turismo com origem no Brasil?

RR: Há dinâmicas turísticas diversas e complementares. Do ponto de vista histórico, temos dois mil anos e vários exemplos de cada uma das fases da História, desde o tempo romano ao período barroco. Temos marcas arquitetônicas e patrimoniais muito presentes. Somos conhecidos como a cidade dos arcebispos e, portanto, a Igreja Católica tem um peso e é responsável por uma fatia substancial do nosso patrimônio. O Santuário do Bom Jesus do Monte, por exemplo, é patrimônio da humanidade da Unesco. Nossa catedral é a mais antiga de Portugal. A cidade conjuga história e tradição com a atualidade e modernidade, com muita energia. Em condições normais, tem grande dinâmica cultural e vamos retomá-la a partir de agora. Somos candidatos à capital europeia da cultura em 2027. Somos cidade criativa da Unesco na área das “medias arts”. São formas interessantes de atração.

Share:

Integrantes do governo avaliam que Bolsonaro errou ao chamar Moraes de “canalha”

         Por Bela Megale 08/09/2021 

      Bolsonaro ataca STF em discurso em São Paulo durante ato antidemocrático | PAULO LOPES / AFP

Auxiliares próximos de Jair Bolsonaro também avaliam que o presidente errou o tom do seu discurso no 7 de Setembro, principalmente em São Paulo. Para integrantes do governo, a principal falha de Bolsonaro foi chamar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes de “canalha”.

Moraes é o responsável pelos inquéritos que correm no STF e que têm Bolsonaro e seus apoiadores como investigados. Até interlocutores que atuaram como bombeiros não acreditam mais nas chances de construir qualquer ponte entre o Palácio do Planalto e o Supremo, em especial com Moraes. As prisões de bolsonaristas às vésperas do 7 de setembro, que pregaram atos antidemocráticos, irritaram ainda mais o presidente e membros do Palácio.

No discurso feito em Brasília na manhã de ontem, Bolsonaro disse que não poderia “continuar aceitando que uma pessoa específica da região dos três Poderes continue barbarizando a nossa população”, referindo-se a Moraes.

– Ou chefe desse poder enquadra o seu ou esse Poder pode sofrer aquilo que não queremos – disse o presidente, ameaçando o chefe do Judiciário, Luiz Fux. Para os auxiliares de Bolsonaro, a fala de Brasília estava “dentro do tom”.

Fonte:https://blogs.oglobo.globo.com/bela-megale/post/integrantes-do-governo-avaliam-que-bolsonaro-errou-ao-chamar-moraes-de-canalha.html?utm_source=globo.com&utm_medium=oglobo

Share:

Presidente do Senado cancela sessões desta semana após falas de Bolsonaro

 Escrito por ,

A decisão de Rodrigo Pacheco prejudica os interesses do Executivo, já que há projetos relevantes do presidente à espera de análise

Legenda: Antes mesmo das críticas de Bolsonaro, o senador já havia defendido o Estado democrático de Direito deveria unir o Brasil no dia 7 setembro
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), anunciou na noite desta terça-feira (7) que as sessões desta quarta (8) e quinta-feira (9) da Casa legislativa estão canceladas. A decisão foi tomada após o presidente Jair Bolsonaro deferir uma série de críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

As sessões de comissões que seriam realizadas nesta semana também foram suspensas. Interlocutores de Pacheco disseram que a medida busca dar uma resposta ao gestor do Executivo nacional.

Na manhã de terça-feira, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, Bolsonaro disse que não aceitará que qualquer autoridade tome medidas ou assine sentenças fora das quatro linhas da Constituição.

"Ou o chefe desse Poder enquadra o seu [ministro] ou esse Poder pode sofrer aquilo que nós não queremos", disse em recado ao presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, em referência às recentes decisões do ministro Alexandre de Moraes contra bolsonaristas. 

À tarde, na avenida Paulista, em São Paulo, o presidente exortou desobediência a decisões da Justiça. "Nós devemos, sim, porque eu falo em nome de vocês, determinar que todos os presos políticos sejam postos em liberdade. Alexandre de Moraes, esse presidente não mais cumprirá. A paciência do nosso povo já se esgotou", afirmou Bolsonaro.

"[Quero] dizer aos canalhas que eu nunca serei preso. Ou esse ministro se enquadra ou ele pede para sair. Não se pode admitir que uma pessoa apenas, um homem apenas turve a nossa liberdade", disse.

A decisão de cancelar as sessões prejudica os interesses do Executivo. No Senado, há projetos relevantes de Bolsonaro à espera de análise, a base é dispersa e o governo tem enfrentado derrotadas seguidas.

É nesta Casa, onde a relação com a gestão Bolsonaro já é frágil, que as falas do presidente tendem a dificultar a apreciação de projetos considerados vitais pela equipe do ministro Paulo Guedes (Economia), por exemplo, como mudanças no Imposto de Renda e a privatização dos Correios.

O golpe mais duro no Planalto no Senado ocorreu na semana passada. Na quarta-feira (1º), senadores impuseram uma derrota ao governo e derrubaram o projeto com programas trabalhistas. O texto, considerado uma minirreforma, era a aposta para impulsionar contratações em ano eleitoral.

Pela manhã, antes mesmo das falas de Bolsonaro, Pacheco afirmou em suas redes sociais que a defesa do Estado democrático de Direito deveria unir o Brasil.

"Ao tempo em que se celebra o Dia da Independência, expressão forte da liberdade nacional, não deixemos de compreender a nossa evidente dependência de algo que deve unir o Brasil: a absoluta defesa do Estado Democrático de Direito", escreveu o presidente do Senado. Ele não se manifestou após os discursos do presidente.

Share:

Ouça a Rádio Quixabeira Ao vivo

Clique na Imagem e Ouça a Rádio Quixabeira

GOVERNO MUNICIPAL DE ASSARE ASSINA CONVENIO COM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

GOVERNO MUNICIPAL DE ASSARE ASSINA CONVENIO COM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Prefeito Libório assina convênio de quase 5 milhões de reais com a caixa Econônmica Federal para asfaltar diversas ruas de Assaré.

ASSISISTÊNCIA SOCIAL DE ASSARE

ASSISISTÊNCIA SOCIAL DE ASSARE
Valorização da primeira infância

JÉSSICA LEITE

JÉSSICA LEITE
ADVOCACIA & ASSESSORIA

LOJA BARATEIRA

LOJA BARATEIRA
ASSARÉ E ANTONINA DO NORTE

CANINANA

CANINANA
conferida no nosso novo CD!!

OS MELHORES PRODUTOS PARA SUA CONSTRUÇÃO

MOB TELECOM

MOB TELECOM
TURBINE SUA CONEXÃO

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA
ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

RC ÓTICA EM ASSARÉ E TARRAFAS

RC ÓTICA EM ASSARÉ E TARRAFAS
16 Anos com Responsabilida e Qualidade Cuidando dos Seus Olhos.

Redes Socias

Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Players da Rádio Quixabeira FM

Curta nossa Página do Facebook

investimento de R$14 milhões Inauguração do Teleférico de Barbalha deve ocorrer em outubro

Foto: Ascom SOP Ceará Em 15/09/2021  A Prefeitura de Barbalha anunciou, nesta terça-feira (14), que uma reunião do prefeito Guilherme Saraiv...

TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DO SITE

Ouça no Rádios Net

Arquivo do blog