Brasil perde para Canadá nos pênaltis e é eliminado do futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio

 Escrito por , 

O equipe aguarda a decisão entre Holanda e Estados Unidos para conhecer o rival no mata-mata

Legenda: O confronto entre Brasil e Canadá foi marcado por muita marcação nos Jogos Olímpicos
Foto: Sam Robles / CBF

A Seleção Brasileira está eliminada do futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio. A vaga foi perdida nesta sexta-feira (30) ao ser superada pelo Canadá nas quartas de finais em disputa de pênaltis no estádio Saitama, do Japão. Na etapa regulamentar, as equipes empataram sem gols para a classificação canadense ocorrer na penalidades: 4 x 3.

A equipe da América do Norte aguarda o duelo eliminatório entre Holanda e Estados Unidos para definir o próximo adversário, que será conhecido às 10h. No calendário prévio, o confronto está previsto para segunda (2).

No histórico desde 2019, o Brasil estava invicto contra o Canadá. Eram duas vitórias e dois empates. Nos Jogos Olímpicos, o time se despede com quatro partidas, sendo três na fase de grupos: triunfos contra China (5x0) e Zâmbia (1x0), além de o empate com Holanda (3x3).

O JOGO

Em campo, o Brasil teve muita dificuldade para superar a marcação canadense e cresceu no avanço do tempo regulamentar. Aberta na ponta esquerda, Marta recebeu muita marcação e não conseguiu contribuir na armação durante o 1º tempo.

A melhor chance surgiu com Debinha, aos 40. A atacante roubou bola na entrada da área, ficou na frente da goleira Labbé, mas adiantou muito e finalizou travada na arqueira. Antes, o Brasil teve um pênalti marcado e anulado pelo árbitro de vídeo (VAR).

Na imposição física, o Canadá teve as melhores chances na bola parada. A principal foi aos 13 do 2º tempo, com a zagueira Gilles cabeceando no travessão.

Na reta final, a técnica Pia mexeu na equipe e deixou mais ofensiva com as entradas de Ludmila e Angelina. O Brasil cresceu de produção, ficou com a bola, mas cedeu os contra-ataques. Com as defesas em vantagem, o duelo foi para a prorrogação.

FINAL DECISIVO

Na prorrogação, as equipes tiveram jogo de muita marcação e acusaram o desgaste das atletas. O Brasil teve mais oportunidades no fim, principalmente com Debinha e Andressa Alves, mas teve dificuldade para vencer a marcação e parou na goleira Labbé.

Assim, o duelo foi para as penalidades. A atacante Sinclair abriu as disputas, mas parou na goleira Bárbara. Na sequência, seis batidas foram convertidas: Marta, Debinha e Érika, pelo Brasil, e Fleming, Lawrence e Leon, do Canadá.

A sequência positiva foi encerrada com Andressa Alves, que teve cobrança defendida por Labbé. A zagueira Gilles converteu e deixou o Canadá na frente, consagrando a vaga quando Rafaelle bateu e teve a defesa da arqueira. 

Share:

Surfista nordestino Ítalo Ferreira conquista 1ª medalha de ouro do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio

 

Surfista nordestino Ítalo Ferreira conquista 1ª medalha de ouro do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio

Potiguar ganhou do japonês Kanoa Igarashi na final e subiu ao lugar mais alto do pódio na estreia da modalidade no programa olímpico


O Brasil conquistou sua primeira medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio com o surfista nordestino Ítalo Ferreira, de 27 anos. Na madrugada desta terça-feira (27), pelo horário de Brasília, o potiguar ganhou do japonês Kanoa Igarashi na final e subiu ao lugar mais alto do pódio na estreia da modalidade no programa olímpico. O pódio ainda teve o australiano Owen Wright, que ficou com o bronze ao superar o brasileiro Gabriel Medina.


O resultado coroa o ótimo momento de Ítalo, o atual campeão mundial e em 2019 ganhou o ISA Games, realizado no Japão.
 
 
O brasileiro de 27 anos, natural do Rio Grande do Norte, chegou ao resultado mostrando muitas manobras ousadas e acertando aéreos incríveis, mesmo com a perna um pouco machucada há algum tempo.
 
Na final, ainda passou sufoco quando sua prancha quebrou e ele precisou trocar. Mas no final venceu por 15,14 a 6,60 e ficou com o ouro. 

CONFORTO 

Ítalo se sentiu em casa no Japão. O Comitê Olímpico do Brasil (COB) montou uma estrutura bem perto do local de competição e lá ele, Gabriel, Silvana Lima e Tatiana Weston-Webb dormiam, se cuidavam e faziam as refeições. Tinha até arroz com feijão, fazendo com que os atletas tivessem acesso à culinária do Brasil.
 
Outro fator de conforto era com o tipo de onda, o chamado Beach Break, praias com fundo de areia. É bem parecido com o que tem em Baía Formosa, onde Ítalo cresceu.
 
"No Nordeste tem muitas praias assim com vento constante, então tentei tirar proveito disso", explicou, mostrando o segredo de acertar tantos aéreos mesmo em condições adversas.

HISTÓRIA DE VIDA

Foi lá no litoral potiguar que ele começou sua trajetória no esporte, inicialmente por acaso. O pai era pescador e usava grandes caixas de isopor para refrigerar os peixes.
 
 
Às vezes, Ítalo pegava as tampas e ia para o mar. Foi assim que começou a percorrer suas primeiras ondas. "É uma vitória incrível, pois eu vim de baixo. Por isso treino bastante", explicou.

NOVAS MODALIDADES TROUXERAM PÓDIOS

As conquistas no Japão reforçam a importância para o Brasil da entrada das duas modalidades radicais no programa olímpico, surfe e skate.

Elas foram responsáveis por três pódios até agora e comprovaram o potencial do País nos dois esportes. Isso sem contar que ainda haverá a competição de skate park, na qual a equipe nacional tem alguma chance, principalmente no masculino.

ANÁLISE

Nas avaliações dos especialistas, já era esperado que tanto surfe quanto skate ajudassem o Brasil no quadro de medalhas. E poderia até ter sido mais caso Pâmela Rosa, favorita ao ouro no street, não estivesse machucada no tornozelo. Sem estar 100%, ela acabou não conseguindo se classificar para a final olímpica

Teve também o revés de Medina, que surfou muito bem na competição, mas acabou perdendo na semifinal e na disputa do bronze em disputas apertadas com decisão polêmica dos juízes.
 
"É triste quando isso acontece. Muita gente mandou mensagem... É difícil passar o ano treinando, se esforçando, e chegar nisso. Mas minha parte eu fiz, dei o meu melhor. Tem coisas que não dá para entender", declarou o surfista paulista.

PROJEÇÃO

O feito dos dois esportes já projetam bons ventos para a Olimpíada de Paris, em 2024, pois as duas continuarão no programa. Sem contar que quase todos os atletas que estiveram no Japão são bem jovens e têm condições de estar na competição novamente. Isso sem contar a forte renovação, pois muitos talentos estão surgindo.

Com as medalhas no peito, Medina e Ítalo vão agora para o próximo desafio, o Circuito Mundial de Surfe. Eles estão na primeira e segunda posições, respectivamente, e têm tudo para brigar por mais um título mundial. A próxima etapa será o Corona Open México, em Barra de La Cruz, Oaxaca, entre os dias 10 e 19 de agosto.

 

Share:

Bolsonaro veta projeto que facilitaria acesso a tratamentos orais contra câncer

 Escrito por , 


O projeto de lei previa inclusão de tratamentos de uso oral, procedimentos radioterápicos para tratamento de câncer e hemoterapia

comprimidos embalados
Legenda: Pelo projeto de lei, o fornecimento dos medicamentos seria feito por rede própria dos planos de saúde, credenciadas, contratadas ou referenciadas
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou, na noite desta segunda-feira (26), projeto de lei que prevê que planos de saúde privados sejam obrigados a fornecer cobertura para tratamentos domiciliares de uso oral contra o câncer. O projeto previa, inclusive, o fornecimento de medicamentos para o controle dos efeitos adversos relacionados ao tratamento.

O Governo Federal argumentou que a medida, caso entrasse em vigor, causaria impacto financeiro ao mercado de planos - e isso resultaria em aumento nos valores pagos pelos segurados.

O QUE DIZIA O PROJETO DE LEI

A proposta, de autoria do senador Reguffe (Podemos-DF), foi aprovada pelo Congresso no primeiro dia do mês de julho. O texto aprovado por ampla maioria dos votos, tanto no Senado como na Câmara dos Deputados, altera a Lei dos Planos de Saúde e torna obrigatória a cobertura de quimioterapia domiciliar de uso oral e de medicamentos que controlem seus efeitos colaterais.

As condições são que haja prescrição médica e que os remédios usados tenham registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com uso aprovado para essa finalidade.

Estariam incluídos tratamentos antineoplásicos (medicamentos utilizados para destruir neoplasmas ou células malignas) ambulatoriais e domiciliares de uso oral, procedimentos radioterápicos para tratamento de câncer e hemoterapia. Passariam a ter cobertura, igualmente, medicamentos para controle de efeitos adversos e medicamentos adjuvantes à quimioterapia oncológica.

O fornecimento dos medicamentos seria feito por rede própria dos planos de saúde, credenciadas, contratadas ou referenciadas. Pelo projeto de lei, ainda estaria previsto prazo de 48 horas para que a medicação fosse entregue, com o fornecimento podendo ocorrer de maneira fracionada por ciclo. Seria também preciso comprovar que o paciente ou seu representante legal recebeu as orientações sobre a administração do medicamento.

No fim de semana, o autor da proposta escreveu em suas redes sociais que esteve com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para pedir apoio para a sanção do projeto.

"Estive hoje no Ministério da Saúde para pedir o apoio do ministro à sanção do PL [projeto de lei] da quimio oral, de minha autoria, que vai ajudar milhares de pacientes com câncer", escreveu o senador Reguffe.

O QUE O GOVERNO FEDERAL DIZ

Ao justificar o veto, o Governo argumenta que a inclusão de medicamentos de forma automática, sem uma devida avaliação da Agência Nacional de Saúde (ANS) para a incorporação de medicamentos no rol de procedimentos e eventos em saúde, iria contrariar o interesse público.

Isso porque deixaria de levar em conta "aspectos como a previsibilidade, transparência e segurança jurídica aos atores do mercado e toda a sociedade civil, de forma a comprometer a sustentabilidade do mercado", afirma nota divulgada pela Secretaria de Comunicação da Presidência.

O texto também afirma que poderiam ser criadas "discrepâncias no tratamento das tecnologias e, consequentemente, no acesso dos beneficiários ao tratamento das tecnologias e, consequentemente, no acesso dos beneficiários ao tratamento de que necessitam, privilegiando os pacientes acometidos por doenças oncológicas que requeiram a utilização de antineoplásicos orais", completa.

O Governo também afirma ter sido necessário vetar integralmente o projeto porque a obrigatoriedade de cobertura do antineoplásico em 48 horas após a prescrição médica também poderia criar "substancial iniquidade" de acesso a novas tecnologias para beneficiários dos planos de saúde. Isso porque permitiria que uma determinada tecnologia ou medicamento pudesse ser incorporada para compor o rol de coberturas obrigatórias, sem a aprovação da ANS.

"Por fim, ao considerar o alto custo dos antineoplásicos orais e a imprevisibilidade da aprovação e concessão dos registros pela Anvisa, existiria o risco do comprometimento da sustentabilidade do mercado de planos privados de assistência à saúde, o qual teria como consequência o inevitável repasse desses custos adicionais aos consumidores, de modo a encarecer, ainda mais, os planos de saúde, além de trazer riscos à manutenção da cobertura privada aos atuais beneficiários, particularmente os mais pobres", afirma a nota.


Share:

PMs são presos em Fortaleza suspeitos de constrangimento ilegal e lesão corporal contra mulheres

 Escrito por , 

Os policiais foram atender uma ocorrência na casa das mulheres e, segundo elas, os militares fizeram uso desproporcional da força

Legenda: Os policiais foram levados ao Presídio Militar, localizado no 5º Batalhão, Centro de Fortaleza
Foto: Natinho Rodrigues

Uma equipe da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi detida sob suspeita de agredir duas mulheres em Fortaleza. As prisões teriam acontecido na última quarta-feira (22), mas só foram confirmadas à reportagem no sábado (24). O caso aconteceu após os agentes atenderem a uma ocorrência no bairro Jardim Iracema.

Conforme a PMCE, os militares foram conduzidos ao Presídio Militar, localizado no 5º Batalhão, Centro da Capital, após serem autuados por abuso de autoridade, constrangimento ilegal e lesão corporal leve. Advogados acompanharam os agentes.

"A PMCE reforça que não compactua com condutas que desviem do padrão legal adotado pela Corporação"
POLÍCIA MILITAR DO CEARÁ

Por nota, a Polícia explicou que a equipe da 1ª Companhia do 20º Batalhão Policial Militar foi acionada por meio da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) para ocorrência de briga familiar em uma residência. As primeiras informações apontavam que uma mulher de 38 anos é quem teria acionado as autoridades após sua sobrinha ter usado spray de pimenta contra ela durante a discussão.

"A equipe policial foi até o local e foram recebidos pela suposta vítima. De acordo com relato dos agentes, a suspeita se recusou a se apresentar para condução à delegacia, e os policiais militares deram voz de prisão contra ela por desobediência, tendo a mulher resistido à condução e avançado contra a composição, segundo os policiais", de acordo com a PM.

A ocorrência foi apresentada no 34º Distrito Policial, onde foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra a suspeita. As mulheres relataram na delegacia que os militares fizeram uso desproporcional da força no atendimento da ocorrência, "o que motivou a condução dos referidos PMs à Coordenadoria de Polícia Jurídica Militar (CPJM/PMCE)".

Share:

O prefeito Libório esteve em Fortaleza na última quinta-feira (24), onde assinou o termo de cooperação técnica do programa PAA LEITE.


O prefeito Libório esteve em Fortaleza na última quinta-feira (24), onde assinou o termo de cooperação técnica do programa PAA LEITE. O termo foi firmado pelo município de Assaré e o Governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário e Ministério da Cidadania.

O programa será aplicado no município através de uma parceria entre as secretarias de Agricultura e Assistência Social.
Diariamente, Assaré vai receber 350 litros de leite, que serão destinados para famílias em vulnerabilidade social e insegurança alimentar, inseridas em programas sociais.

 Fonte: Governo Municipal Assaré

Share:

Assaré ce:Pacientes, aguardando a realização de Cirurgias de catarata, no Hospital Municipal Nossa Senhora das Dores.

 Pacientes, aguardando a realização de Cirurgias de catarata, no Hospital Municipal Nossa Senhora das Dores.

PS.: Foto autorizada pelos pacientes.

Share:

Luciano Szafir afirma ter pensado 'que iria embora' após complicações da Covid-19

 Escrito por , 

Ator recebeu alta médica no sábado (24)

Legenda: Luciano Szafir perdeu 15 quilos em internação por Covid-19
Foto: Reprodução/TV Globo

O ator Luciano Szafir, 52, contou, na noite deste domingo (25), que teve medo de morrer nos 32 dias que passou internado por causa da Covid-19. "Não dá para descrever o quão próximo eu achei que iria embora", disse, chorando, ao Fantástico (Globo).


A entrevista foi concedida ainda no hospital. Szafir teve alta no sábado (24) após mais de um mês sofrendo complicações como uma embolia pulmonar, uma cirurgia de emergência no intestino e um sangramento no lugar da colostomia, necessária por causa do problema intestinal.



O ator contou que sempre teve medo da Covid e usava duas máscaras de proteção. "Sempre fui muito cuidadoso. Onde eu peguei, como? Não sei", disse.

Ele descobriu estar contaminado pela segunda vez no dia em que a vacinação para a sua faixa etária havia começado, no Rio de Janeiro. "Intubar foi a pior coisa da minha vida", afirmou na entrevista. Ele sentiu pânico e pensava o tempo todo na mulher, Luhanna Melloni, e nos três filhos. "São duas lutas: contra o vírus e contra a cabeça", relatou sobre o período de internação.

A modelo e estilista Sasha Meneghel, 22, filha mais velha de Szafir e da apresentadora Xuxa, interrompeu a lua de mel para acompanhar o pai, que agora se recupera em casa.

O ator perdeu 15 quilos e mandou um recado sobre as dificuldades da doença: "Não queiram sentir isso. Sejam responsáveis". Ele pediu para todos tomarem vacina.

Szafir prometeu não desperdiçar nenhum momento da vida e afirmou que é preciso pouco para ser feliz. "Luciano e sua família agradecem o carinho e energia positiva do público e da imprensa", diz comunicado enviado pela assessoria de imprensa dele após a alta hospitalar.


Share:

Ouça a Rádio Quixabeira Ao vivo

Clique na Imagem e Ouça a Rádio Quixabeira

GOVERNO MUNICIPAL DE ASSARE ASSINA CONVENIO COM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

GOVERNO MUNICIPAL DE ASSARE ASSINA CONVENIO COM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Prefeito Libório assina convênio de quase 5 milhões de reais com a caixa Econônmica Federal para asfaltar diversas ruas de Assaré.

ASSISISTÊNCIA SOCIAL DE ASSARE

ASSISISTÊNCIA SOCIAL DE ASSARE
Valorização da primeira infância

JÉSSICA LEITE

JÉSSICA LEITE
ADVOCACIA & ASSESSORIA

LOJA BARATEIRA

LOJA BARATEIRA
ASSARÉ E ANTONINA DO NORTE

CANINANA

CANINANA
conferida no nosso novo CD!!

OS MELHORES PRODUTOS PARA SUA CONSTRUÇÃO

MOB TELECOM

MOB TELECOM
TURBINE SUA CONEXÃO

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA
ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

RC ÓTICA EM ASSARÉ E TARRAFAS

RC ÓTICA EM ASSARÉ E TARRAFAS
16 Anos com Responsabilida e Qualidade Cuidando dos Seus Olhos.

Redes Socias

Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Players da Rádio Quixabeira FM

Curta nossa Página do Facebook

TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DO SITE

Ouça no Rádios Net

Arquivo do blog