Imunização 77% dos municípios cearenses já cadastraram vacinadores contra a Covid-19


Vacinadores têm até hoje (13) para informar à Sesa quais unidades deverão realizar a imunização (Helene Santos/SVM)

 Em 13/01/2021 às 11:21

Com o avanço no processo de produção de vacinas contra a Covid-19 destinadas ao Brasil, as atenções começam a se voltar para os planos de distribuição e imunização nos estados e municípios. Um dos passos nesse processo é obter permissões no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (Sipni), do Ministério da Saúde, onde o andamento da vacinação será acessado e informado.

Até o momento, 141 dos 184 municípios cearenses já aderiram ao sistema, de acordo com a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). O número representa 77% do total no Estado.

As 43 cidades restantes já iniciaram o cadastramento, mas não o finalizaram. Além disso, os vacinadores têm até esta quarta (13) para informar quais unidades deverão realizar a vacinação. O novo Sipni é o banco de dados geral dos brasileiros vacinados.

"Esse cadastro é essencial para que a gente monitore a vacinação tanto na aplicação quanto nas reações adversas. Os municípios precisam informar qual logística possuem, se os sistemas são informatizados. É uma preparação das equipes de imunização. Temos o objetivo de fazê-la sem aglomeração, em centros de vacinação abertos, como quadras poliesportivas, e utilizando estratégias de agendamento prévio e uso de drive thru", detalha a secretária-executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Magda Almeida.

Além dos gestores, a Pasta também orienta que a população que não costuma utilizar o serviço público de saúde realize um cadastro prévio por meio do aplicativo ConecteSUS, do Ministério da Saúde. Caso ainda não possua essa inscrição, o paciente pode efetuá-lo pelo aplicativo ou no próprio dia em que for ser imunizado. No entanto, Magda recomenda adiantar o processo para evitar filas nos postos de vacinação.

"O mais importante é que esse cadastro seja feito previamente, para que a pessoa já possa agendar e se deslocar ao local de saúde somente naquele horário", indica. Quem é usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) já possui a inscrição, garante a Sesa.

Três laboratórios

O Governo do Estado já requisitou vacinas contra a Covid-19 de três laboratórios diferentes e aguarda a liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). São elas: a vacina produzida pela Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca - que será replicada no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz); a Coronavac, produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac e pelo Instituto Butantan, em São Paulo; e a das farmacêuticas americana Pfizer e alemã BioNTech.

A secretária-executiva reforça que cada usuário precisa tomar duas doses da mesma vacina. O virologista e biomédico Mário Oliveira explica que as vacinas são fabricadas de formas diferentes e a interação entre elas pode desfavorecer a proteção. "Se eu tomar uma vacina de vírus atenuado e outra de DNA, não vai ocorrer imunidade. Você tem que tomar a mesma vacina no período exigido pela empresa para que ela funcione bem".

Magda Almeida destaca que a logística de distribuição da vacina vai seguir o processo rotineiro de outras campanhas, se assemelhando à da influenza. Os centros regionais de imunobiológicos ficarão disponíveis para que os municípios enviem seus veículos para abastecer os lotes do imunizante.

"No momento em que a vacina chegar, qualquer que seja ela, já vamos ter a rede preparada", garante Magda.

Das três opções negociadas pelo Governo, a das Astrazeneca e a Coronavac são manejadas com maior facilidade, já que podem ser armazenadas em temperaturas entre 2 ºC e 8 ºC. Contudo, a germano-americana Pfizer necessita de 70 ºC negativos para se manter viável. A Universidade Federal do Ceará (UFC) já disponibilizou oito freezers específicos para armazená-la.

"Como ela precisa de ultrarrefrigeração, vamos precisar de um tempo mais ágil para que não se decomponha, então haverá uma priorização de Fortaleza e dos municípios da Região Metropolitana", explica Magda. Ainda não há data fechada para o início da imunização no Estado, mas ela diz que há expectativa para a chegada de remessas ainda neste mês de janeiro.

Meta

Iniciada a vacinação, a expectativa da Sesa é atingir a meta de 95% dos grupos prioritários em cerca de seis meses - mas tudo a depender da quantidade de doses enviada ao Estado e da adesão da população.

"Vamos ter esse tempo para observar como ela se comporta. Estamos dando prioridade aos grupos mais vulneráveis e esperamos que com isso a gente consiga reduzir principalmente os casos mais graves", afirma a secretária-executiva.

Para Magda, é preciso reduzir a velocidade de contaminação, que voltou a crescer no Ceará desde outubro de 2020, quando ocorreram as eleições municipais. De acordo com a plataforma IntegraSUS, novas confirmações voltaram a cair em dezembro. Em 2021, até a tarde dessa terça-feira (12), foram confirmados 4.262 diagnósticos positivos para a doença. No mesmo período, 71 pessoas morreram.

Atualmente, a secretária-executiva classifica o cenário "confortável", com a rede pública conseguindo "se adaptar às pressões". No entanto, existe preocupação de "que os casos aumentem em velocidade tão grande que a gente não tenha equipes de saúde". "Temos capacidade grande de ampliação de leitos de UTI e enfermaria, capacidade de testagem boa, mas há limitação de recursos humanos que, nesse momento, se encontram divididos entre casos de Covid e não-Covid", observa.

Nessa terça (12), a taxa de ocupação geral de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no Ceará estava em 64,36% e, de enfermarias, em 40,62%, segundo o IntegraSUS. Na rede pública, os índices estavam em 67,36% e 44,32%, respectivamente. Já na rede privada, em 73,1% e 58,67%.

Fonte: Diário do Nordeste
Share:

Nenhum comentário:

Ouça a Rádio Quixabeira Ao vivo

Clique na Imagem e Ouça a Rádio Quixabeira

GOVERNO MUNICIPAL DE ASSARE ASSINA CONVENIO COM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

GOVERNO MUNICIPAL DE ASSARE ASSINA CONVENIO COM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
Prefeito Libório assina convênio de quase 5 milhões de reais com a caixa Econônmica Federal para asfaltar diversas ruas de Assaré.

ASSISISTÊNCIA SOCIAL DE ASSARE

ASSISISTÊNCIA SOCIAL DE ASSARE
Valorização da primeira infância

JÉSSICA LEITE

JÉSSICA LEITE
ADVOCACIA & ASSESSORIA

LOJA BARATEIRA

LOJA BARATEIRA
ASSARÉ E ANTONINA DO NORTE

CANINANA

CANINANA
conferida no nosso novo CD!!

OS MELHORES PRODUTOS PARA SUA CONSTRUÇÃO

MOB TELECOM

MOB TELECOM
TURBINE SUA CONEXÃO

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA
ARATCAEJO PAGUE MENOS BARBALHA

RC ÓTICA EM ASSARÉ E TARRAFAS

RC ÓTICA EM ASSARÉ E TARRAFAS
16 Anos com Responsabilida e Qualidade Cuidando dos Seus Olhos.

Redes Socias

Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Players da Rádio Quixabeira FM

Curta nossa Página do Facebook

TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DO SITE

Ouça no Rádios Net

Arquivo do blog