Julho 2019 ~ Quixabeira do Assaré

Após roubo Capturados em Pernambuco bandidos que participaram de ataque a banco no Ceará

      Parte do dinheiro roubado do banco e explosivos foram apreendidos (Foto: Reprodução/ Ceará News 7)
  
Em 31/07/2019 às 15:01
Uma operação conjunta de policiais militares do Ceará e de Pernambuco resultou na prisão de dois integrantes da quadrilha de assaltantes de bancos que atacou a cidade de Salitre (a 557Km de Fortaleza), na madrugada da última segunda-feira (29), e explodiu a agência do Bradesco.  Os criminosos foram capturados durante uma abordagem a uma caminhoneta na rodovia BR-428, no Município de Petrolina (PE).

Os dois suspeitos trafegavam em uma caminhonete modelo Ranger, preta, de placas ETA-3200 (PE), quando foram abordados por policiais. Dentro do veículo os policiais encontraram cerca de R$ 38 mil em espécie, o que despertou a suspeita dos militares.  Os dois homens passaram a ser interrogados e acabaram confessando a participação no roubo em Salitre.

Logo depois, a dupla, identificada como Luiz Carlos Oliveira Gonçalves, 35 anos, o “Paulista”; e José Eilson Oliveira da Conceição, 32 anos, o “Baiano”, confessou onde a quadrilha havia se escondido após o roubo no Ceará.  O bando havia escondido explosivos e outros apetrechos do crime em um sítio na Serra do Cavaco, na zona rural do Município de Araripina (PE).

Explosivos

Policiais cercaram o local, mas os comparsas da dupla presa já haviam fugido de lá. No local foram encontrados cerca de 78 emulsões explosivas, cordão detonante e centenas de grampos metálicos que os ladrões espalham nas estradas para furar os pneus das viaturas policiais.

A  Polícia pernambucana já tem pistas para identificar o restante da quadrilha.

O assalto

Na madrugada da última segunda-feira (28), uma quadrilha composta por cerca de 10 homens atacou a cidade de Salitre, disparou tiros de fuzil contra a sede do Destacamento da PM e, simultaneamente, explodiu os caixas eletrônicos da agência do Bradesco, concretizando o décimo ataque a banco no Ceará neste ano.

Na fuga, os bandidos  teriam fugido em direção ao estado de Pernambuco, onde, ontem (30), dois dos criminosos acabaram presos na BR-428, em Petrolina. 

Ceará News 7
Share:

Gestão Pública: Assaré participou de seminário.

Gestão Pública: Assaré participou de seminário.


A vice-prefeita de Assaré, professora Maria É Braga, e o secretário de Cultura e Turismo, Vavá Gois, participaram neste dia 30, no Hotel Iuá em Juazeiro do Norte, do Seminário Gestão Pública “gerando oportunidades, negócios e renda”.  O evento foi promovido pela Prefeitura de Juazeiro do Norte, SEBRAE e Prefeitura de Cedro. (O prefeito de Cedro representou também a Associação dos Prefeitos do Ceará - APRECE). Os municípios da região foram convidados para discutir a difusão das boas práticas de gestão pública, oportunidades, negócios e renda com o foco na visibilidade das ações para o desenvolvimento do território. Os palestrantes se voltaram a temas específicos, como: desenvolvimento regional e territorial, inovação no território e governança territorial.
Quanto ao Assaré, especificamente, Maria É e Vavá  se interessaram  pelo eixo do turismo, já que o Município tem um grande potencial para trabalhar esta atividade, como pelas outras sugestões, que podem despertar nas pessoas  profissões que venham garantir postos de trabalho.       




Share:

Carta aberta Lula detona Bolsonaro após fala sobre pai do presidente da OAB: “Caráter covarde”


 Lula detona Bolsonaro após fala sobre pai do presidente da OAB: “Caráter covarde” (Foto: Reprodução/ 180 Graus)

Em 31/07/2019 às 12:32
Preso em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou uma carta aberta nessa terça-feira (30/07), ao presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz. No documento, Lula se solidariza com Santa Cruz por declarações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), nesta segunda-feira (29/07), a respeito do pai do advogado, Fernando Santa Cruz, declarado morto por violência causada pelo Estado durante a Ditadura Militar.

"Quero me solidarizar com você e sua família pelo cruel desrespeito que os atingiu no dia de ontem. Só quem suportou o sofrimento de perder um ente querido, sem ter sequer o direito de velar seu corpo, poderá avaliar a dor que vocês sentem nesse momento. É como se violentassem o seu pai mais uma vez, e junto com ele todas as vítimas da ditadura", escreveu Lula.

Na sequência, Lula disse que Bolsonaro "revela seu caráter covarde" ao "atacar os mais frágeis e os que nem podem mais se defender". Quando falou sobre o caso, Bolsonaro afirmou que Fernando foi morto por correligionários na década de 1970, versão contrária à oficial, na qual há reconhecimento da responsabilidade do Estado no sequestro e desaparecimento de Fernando em 1974.

Na carta, Lula ainda disse a Santa Cruz que "a imensa maioria do povo brasileiro ama a paz e a democracia" e que sempre irá "reverenciar nossos verdadeiros heróis", algo que "os tiranos não conseguem suportar".

Veja aqui



180 graus
Share:

China Menino cai do sexto andar de prédio e vizinhos conseguem segurá-lo com cobertor; veja o vídeo

     Vizinhos usam lençol para resgatar menino pendurado em prédio na China (Foto: Reprodução)
  
Em 31/07/2019 às 12:29
Um menino de três anos caiu da varanda do sexto andar de um prédio em Chongqing, no sul da China. Os vizinhos perceberam e, rapidamente, buscaram um cobertor para segurá-lo.

O resgate, na tarde de segunda-feira (29), deu certo. O menino chegou a ser levado para o hospital não se feriu.

"Eu olhei para cima e vi uma criancinha balançando [na varanda]. Pensei em correr até lá e pegá-lo com minhas próprias mãos, mas isso não teria funcionado", disse Zhu Yanhui à CCTV. 

Por isso, ele foi buscar algo que pudesse ajudar a segurar o menino. "Eu estendi o cobertor junto com os outros. Mantive meus olhos voltados para criança o tempo todo”, declarou.

A polícia disse à imprensa local que o menino ficou sozinho em casa enquanto a avó fazia compras.

A cidade Chongqing fica a cerca de 900 km de Pequim.



Fonte: G1

Share:

Barbárie no Pará Presos de Altamira são mortos dentro de caminhão durante transferência para Belém

     Presos de Altamira são mortos dentro de caminhão durante transferência para Belém (Foto: Reprodução)

Em 31/07/2019 às 11:30


Quatro envolvidos na briga entre facções que resultou no massacre do presídio de Altamira foram mortos durante o transporte para Belém, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup). Com isso, o número de mortos no confronto chega a 62.
Os novos crimes ocorreram entre os municípios de Novo Repartimento e Marabá na noite de terça-feira (30). Os presos eram levados algemados dentro de um caminhão, divido em duas celas. Os corpos foram encontrados na manhã desta quarta (31) com sinais de sufocamento.
De acordo com a Segup, os mortos seriam da mesma facção e ocupavam a mesma cela no Centro de Recuperação Regional de Altamira. Os outros 26 presos que estavam no veículo e que seriam levados para a capital estão em isolamento.
O caminhão tem quatro celas e a capacidade para até 40 preso – no momento dos crimes, 30 eram transportados. O Estado informou que não possui caminhão com celas individuais.
De acordo com a Segup, 21 presos já estão em Belém. Todos chegaram na terça-feira (30). Dezesseis são líderes de facções e dez deles irão, posteriormente, para o regime federal, os demais serão redistribuídos nas penitenciárias estaduais.
O governo do Estado confirmou a chegda de 40 agentes da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) em Belém na tarde desta quarta, para atuarem em atividades de guarda, vigilância e custódia de presos.
Massacre no presídio
Um confronto entre facções criminosas dentro do presídio de Altamira causou a morte de 58 detentos. Na segunda-feira (29), líderes do Comando Classe A (CCA) incendiaram cela onde estavam internos do Comando Vermelho (CV). De acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), 41 morreram asfixiados e 16 foram decapitados. Na terça, mais um corpo foi encontrado carbonizado nos escombros do prédio.
Após as mortes, o governo do estado determinou a transferência imediata de dez presos para o regime federal. Outros 36 seriam redistribuídos pelos presídios paraenses.
Um relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) considera o presídio de Altamira como superlotado e em péssimas condições. No dia do massacre, havia 311 custodiados, mas a capacidade máxima é de 200 internos. Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Pará, dos 311 presos, 145 ainda aguardavam julgamento.

Fonte: G1
Share:

Espedito Seleiro: expõe e comercializa suas peças em Assaré.

Espedito Seleiro: expõe e comercializa suas peças em Assaré.


Durante 30 dias, (31 de julho a 31 de agosto), o mestre em couro Espedito Seleiro, de Nova Olinda, fará exposição e comercialização dos seus produtos no Memorial Patativa do Assaré. A vinda de Espedito faz parte de uma iniciativa conjunta, entre a Secretaria Municipal de Cultura e o Memorial  Patativa do Assaré, em expor e comercializar obras dos artistas da região, durante um mês, no espaço destinado a este fim. Por lá já passaram artistas como o poeta Daniel Gonçalves, Raimundo escultor, Aldísio, Bob Jeferson e agora o mestre de Nova Olinda.
Expedido é um dos mais destacados artistas brasileiros no cenário mundial. A sua obra, a partir do couro, tem larga aceitação na decoração de casas, locais festivos, restaurantes, cenários de televisão e ao uso pessoal. São famosíssimas as suas bolsas, capangas, jaquetas e calçados.
A exposição ficará aberta de terça-feira a sábado  das 8 às 16 horas e aos domingos de 8 ao meio dia.
Para Isabel Cristina, presidente da Fundação Memorial Patativa do Assaré, as exposições dos artistas populares no Memorial era um sonho do próprio  Patativa, que gostava desta classe. “Meu avô gostava de seu Espedito Seleiro. Tinha um grande apreço pelo artista do couro nova-olindense. Admirava a arte de seu Espedito, que trazia em suas peças o costume do povo nordestino”, lembrou Isabel.
Para o secretário  de Cultura Vavá Gois, as exposições no Memorial devem acontecer sistematicamente. “A proposta é de que terminou uma exposição, se monte outra. Os nossos artistas têm o Memorial como espaço para fazer a sua arte ser vista, conhecida e comercializada. O objetivo é este. Fortalecer a arte de quem faz a cultura acontecer através dos saberes e fazeres”, comenta Vavá Gois.
Durante a exposição, Espedito Seleiro, marcará uma data para visitar a exposição e falar sobre a sua arte.
Share:

Feira de Assaré: gêneros alimentícios têm preços estáveis.


Feira de Assaré: gêneros alimentícios têm preços estáveis. 


Em Assaré, neste dia 29 de julho, o Sol apareceu entre nuvens, lançando raios dourados sobre as barracas dos Feirantes da Agricultura Familiar, às 5 h e 38 m e se despedirá do dia, às 18h, ao se esconder por trás do Alto da Reza. 
Há 150 anos a feira semanal de Assaré ocorre na segunda-feira, oferecendo as mais diversificadas mercadorias, como gêneros alimentícios, (grosso e varejo), calçados, vestuários, utilidades domésticas, cosméticos, alimentação entre outros itens.
Na feira de hoje, os preços dos gêneros alimentícios não alteraram em relação a feira da semana passada. O feijão de corda, conforme a semente variou entre R$ 140,00 e R$ 180,00 a saca com 60 quilos. A fava permaneceu valendo R$ 330,00 a saca e o feijão mulatinho teve preço fixo de R$ 200,00 a saca. A saca de milho segurou em R$ 45,00 e o xerem a R$ 1,20 o quilo. A goma seca caiu um pouco custando R$ 150,00 a saca e a farinha por R$ 65,00 a saca.
Mesmo em época de crise, a Feira de Assaré é palco de bons negócios.
Os agricultores familiares também saíram satisfeitos. Os seus produtos são bem aceitos. A feira dos produtos da roça, negociados pelos produtores diretamente com os fregueses, foi instalada definitivamente este ano. São produtos cultivados sem agrotóxicos químicos, garantindo ótima segurança alimentar.     







Share:

DEMUTRAN reúne mototaxistas em Assaré.

DEMUTRAN reúne            mototaxistas em Assaré.


O coordenador do Departamento Municipal de Trânsito – DEMUTRAN de Assaré, Renan Andrade, reuniu os motociclistas que trabalham transportando passageiros e encomendas, (mototaxista), para organizar esta atividade, que funciona de forma dispersa.
Falando a mais de uma centena de mototaxistas, Renan Andrade, esclareceu que o “mototaxista” se caracteriza hoje como profissão e como tal, é extremamente necessária a sua organização. Esclareceu ele que, para se exercer esta profissão precisa que uma série de obrigações sejam cumpridas, sem falar nas documentações do veículo e do condutor, em dia. E a reunião era para tratar deste assunto, como:
- Definir o ponto do mototaxista, onde ele deve permanecer à espera do passageiro. Cada profissional usará uma jaqueta, constando na mesma o seu número de cadastro e número do Posto onde ele está locado.
- A moto será adesivada de forma padronizada, como determina  o DEMUTRAN.
- Todos os mototaxistas serão cadastrados na sua entidade própria e no DEMUTRAN.
O coordenador passou a palavra em seguida ao presidente da Câmara Municipal vereador Anísio David, que se colocou à disposição da classe para regulamentar a profissão em nível de Município.  
Falou também aos profissionais do guidão o prefeito Evanderto Almeida. Disse Evanderto que, “essa atitude do DEMUTRAN não se trata de perseguição e sim, de organização. E para que se organizar? Primeiro pela questão da segurança. O Mototaxista trabalha transportando vidas, uma atividade muito melindrosa. Então, ele deve está amparado pela lei para não sofrer dissabores em caso de um eventual acidente. Depois, pela segurança profissional, que vai garantir a sua aposentadoria no futuro” esclareceu.
O prefeito garantiu aos mototaxistas que a Prefeitura doaria o colete de identificação. “Queremos melhorar a vida de quem trabalha. E a nossa Gestão investe na geração de emprego e renda”, concluiu Evanderto.
Os mototaxistas saíram satisfeitos e outras reuniões serão realizadas até se organizar todo este processo legal.















Share:

AMADA: " As mãos que ajudam são mais sagradas que os lábios que rezam"


"As mãos que ajudam são mais sagradas que os lábios que rezam”. 
Branca e Isadora
 

       É motivada por esta frase de Madre Tereza de Calcutá, que uma Associação Assareense,AMADA – Associação  Mãos Dadas Por Amor, exerce a nobre tarefa de ajudar crianças, adolescentes e adultos portadores de necessidades especiais.

       Surgida a partir do sonho de Branca Leite, Mãe de Isadora, portadora de necessidade especial, e já falecida, em maio de 2016 teve início as atividades da AMADA, após um pequeno grupo de 6 pessoas acatarem e decidirem tornar realidade o sonho de Branca. Hoje, a Associação é referência em filantropia na cidade de Assaré e circunvizinhança, onde atende rotineiramente a 32 pessoas cadastradas, além de ajudas esporádicas prestadas a quem busca auxílio junto à associação.

       Atualmente contando com 21 sócios atuantes e 27 contribuintes, a AMADA fornece apoio a seus pacientes de diversas formas, seja reformando o espaço onde eles vivem, fornecendo itens como cadeira de rodas, colchões, fraldas, remédios, ajuda financeira em exames e consultas, etc.. e também apoio espiritual e psicológico a todos que são assistidos pela instituição.

       O Blog do Wal Agostinho conversou com Wilcassy Garcia, tesoureira da associação, que gentilmente nos forneceu a entrevista a seguir. Confira:
Wilcassy Garcia - Tesoureira da AMADA

Como teve início a AMADA?

Wilcassy Garcia AMADA foi fundada em 17 de maio de 2016, a partir de um sonho de Branca Leite, que convidou a princípio um pequeno grupo de 6 pessoas que abraçaram a causa de imediato.
Quantas pessoas já foram beneficiadas até o momento?
W.G: Temos atualmente 32 pessoas cadastradas, onde prestamos atendimento contínuo, ajudando com fraldas, remédios, alimentos, material de higiene pessoal, etc. Porém ajudamos a inúmeras pessoas que necessitam e procuram apoio na AMADA. A demanda é grande, já conseguimos ajudar bastante gente.


AMADA foi criada por algum motivo em específico?
W.G: O motivo da criação daAMADA na verdade foi  a partir do sonho que Branca tinha, motivada por ter uma filha com necessidades especiais, Isadora. A princípio pensamos em uma ajuda geral aos doentes, acamados, necessitados em geral. Porém quando fomos para a parte burocrática, pra criar estatuto, vimos que  teríamos que delimitar, especificar. Então especificamos  crianças, adultos e adolescentes com deficiências físicas, mentais, neurológicas e motoras, pois no papel teria que ser assim.  Na verdade nosso foco principal é esse público e suas famílias, porém como a demanda é crescente e somos  vistos como um órgão que ajuda, então somos procurados por pessoas que estão doentes, sofrem acidentes.. e apesar das   dificuldades financeiras, procuramos ajudar de alguma forma por mais que seja apenas  uma vez, só naquele momento.. mas  sempre tentamos atender aos pedidos, de alguma forma tentamos ajudar, com o mínimo, com o máximo, mas  tentamos.

A sociedade civil assareense contribue a contento com a associação?
W.G: Temos a ajuda e o apoio  da sociedade civil,  mas estamos sempre em busca de mais e sabemos que esse apoio poderia ser maior. Temos sócios fixos que podem contribuir a partir de R$ 5,00 mensais e com esse dinheiro  vamos fazendo as ajudas mensais de fraldas, alimentos aos pacientes cadastrados. Vez em quando estamos  pedindo aos empresários, pois eles têm mais condições financeiras, fazemos bazares, contamos com ajuda das lojistas que fazem doações de roupas, calçados.. sempre temos essas ajudas não muito grandes mas constantes. além dos sócios pagantes temos também  os sócios voluntários, que no caso somos nós, contamos hoje com 21 membros realizando o trabalho voluntário de visitação, apoio espiritual, apoio material, fazemos visitas levando a palavra de Deus, levando conforto.. e levando também os bens materiais que eles necessitam de acordo com cada particularidade. Alguns necessitam de alimentos, outros de remédios, e assim vamos ajudando  com o que podemos, tudo através de doações, pois os recursos da associação são todos captados através de doações.
AMADA enfrenta dificuldades para dar continuidade a suas ações?
W.G: As dificuldades são inúmeras e de todas as formas: financeiras, emocionais, psicológicas..  se formos nos deixar abater por elas, paramos o trabalho. Financeiramente temos muitas dificuldades, mas venceremos pois temos força de vontade, apesar de nos depararmos com cada situação de você não acreditar. E existe aquela situação do ser humano viver de forma miserável e, apesar de vivermos numa cidade pequena,  não ser visto, não ser ajudado, não ser descoberto, digamos assim. É um trabalho bem árduo mas muito prazeroso, fazemos com muito amor e acho que temos ajudado o máximo que  podemos dentro das nossas limitações. Embora tenhamos enfrentado algumas adversidades, o grupo foi formado por pessoas que conseguiram essa credibilidade, pessoas que realmente estão no trabalho voluntário sem nenhum outro interesse, e a associação é sem fins lucrativos, não remunera ninguém, então quem está nela está por amor ao próximo. Graças a Deus hoje já possuímos uma sede, onde armazenamos os alimentos arrecadados, as fraldas, as peças do bazar.. e abrimos duas vezes na semana, pela manhã, onde as pessoas poderão estar passando pra deixar alguma doação, ver alguma peça do nosso bazar..
Qual caso mais marcante a associação já atendeu?
W.G: São vários casos e cada um tem sua particularidade, então é difícil falar de um só caso marcante. Mas os que mais nos marcam são aqueles em que além da pessoa já portar alguma deficiência, e isso acarreta bastante sofrimento,  ainda sofrer maus tratos.


Quais os projetos da associação?
W.G: O maior projeto da associação é o projeto humano: trabalhar a qualidade de vida. Nosso foco é ajudar com cadeiras de rodas, com camas, com fraldas, alimentação específica.. O nosso projeto é sobretudo humano, sendo a ajuda imediata a prioridade. Dentro desse projeto de qualidade de vida já reformamos quartos de pacientes, construímos rampas de acesso em suas residências..
A associação conta com a ajuda de outros profissionais?
W.G: Temos profissionais que prestam suporte voluntariamente. Temos fisioterapeutas que vão semanalmente fazer fisioterapia em pacientes, temos dentistas que vão atender a domicilio, médicos que atendem nossos pacientes e não cobram a consulta, advogados que nos auxiliam, assistentes sociais.... temos bastante ajuda e quando recorremos a esses profissionais sempre recebemos esse retorno. Assim vamos levando a associação da melhor forma possível, com a ajuda de um e de outro.


Quais ações são desenvolvidas para captação de recursos?
W.G: Desenvolvemos rotineiramente bazares de roupas e calçados novos e usados, pois temos parcerias com lojas e pessoas físicas  que nos fazem doações. Contamos por um tempo com arrecadação de ações judiciais, onde as indenizações eram destinadas á AMADA. Também contamos com a contribuição mensal dos sócios que fazem parte da associação além de outras doações de pessoas que se sensibilizam com a causa. Já promovemos uma festa beneficente, bingos, rifas..
Qual mensagem à sociedade aAMADA deixaria?
W.G: A mensagem que queremos deixar à população assareense e em geral, é que é de suma importância que nos sensibilizemos com a causa dessas pessoas. Temos uma demanda enorme de necessidades que nem chegamos a imaginar, somente quando vemos com os nossos próprios olhos é que sentimos na pele. Que possamos voltar nossos olhos e nosso coração pra essas pessoas que estão mais necessitadas que nós, pois o pouco com Deus é muito. Que possamos doar um pouco ou do nosso tempo, ou do nosso dinheiro, se pudermos doar. Costumamos usar uma frase de Madre Tereza de Calcutá que diz: “ As mãos que ajudam são mais sagradas que os lábios que rezam”.

Para aqueles que desejem conhecer o trabalho da AMADA, convido-lhes a participarem, a nos acompanharem nas visitas e caso sintam-se tocados, a serem membros voluntários conosco. Quem quiser fazer doações, temos uma conta disponível e qualquer quantia é bem-vinda e de grande utilidade. Que todos possam sentir-se tocados e possam ajudar sempre que puder, o máximo que puder. 
Silvana Gomes - Presidente da AMADA
Isadora e Branca
Membros da AMADA
Vanusa Alcântara - Vice-presidente da AMADA
Isadora


AMADA – Associação Mãos Dadas Por Amor.
Presidente: Silvana Gomes
Vice-presidente: Vanusa Alcântara
Endereço: Rua Tenente Moacir Freire nº 11. Centro. Assaré-Ce.
Ag: 1020-0
C/C: 19110-8
Banco do Brasil.
Por: Wal Agostinho
Fotos: Redes Sociais
Share:

Carga avaliada em mais de R$ 100 milhões Ladrões com viaturas falsas da PF roubam 750 kg de ouro em aeroporto de São Paulo

     Carros clonados são abandonados no Jardim Pantanal (Foto: Reprodução/TV Globo)

Em 26/07/2019 às 08:51

Um grupo de homens fortemente armados disfarçado de policiais federais invadiu o terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, por volta das 14h30 desta quinta-feira (25), e roubou cerca de 750 quilos de ouro, carga avaliada em US$ 30 milhões (cerca R$ 113 milhões).

Eles entraram no aeroporto com duas viaturas clonadas da Polícia Federal, sem placas, uma modelo Triton e a outra, uma Pajero Dakar. No terminal, roubaram um carro-forte da Brink´s com ouro. Os quatro homens estavam com roupas de policiais federais, distintivos, encapuzados, com pistolas, fuzil e carabinas.

Segundo informações iniciais da polícia, um carro ficou na portaria e o outro entrou no terminal de cargas. O grupo rendeu o chefe da logística, colocou a carga no carro e levou o refém.

De acordo com informações iniciais da Polícia Rodoviária Federal, os bandidos mantiveram a família do supervisor da logística refém na noite anterior e tiveram acesso a informações privilegiadas. Câmeras de segurança registraram a ação dentro do terminal.

Depois, as viaturas clonadas foram abandonadas no Jardim Pantanal, na Zona Leste de São Paulo, os ladrões entraram em uma camionete S-10 e em uma ambulância com a carga roubada. O helicóptero da polícia não pode sobrevoar a região do aeroporto, o que dificulta as buscas.

A carga estava indo para Zurique, na Suíça, e Nova York, nos Estados Unidos. O Departamento de Investigações Criminais (Deic) deve assumir a ocorrência. Policiais fizeram a perícia nos carros abandonados.

A GRU Airport, concessionária responsável pelo Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, afirmou que o roubo não prejudica o embarque e desembarque de passageiros. Não houve tiroteio e nem feridos.

A Brink´s informa que "está colaborando com as autoridades competentes para apuração do ocorrido".

Fonte: G1


Share:

RC CAFETERIA

RC CAFETERIA

RC FLORES

RC FLORES

RC ÓTICA

RC ÓTICA

Caninana - Então Leva Eu (Clipe Oficial)

Redes Socias

Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Players da Rádio Quixabeira FM

Escreva-se no nosso Site

Curta nossa Página do Facebook

As Mais Lidas do Site

TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DO SITE

Ouça no Rádios Net