Caso Milagres ´Não durmo mais à noite´, diz PM envolvido na operação de Milagres que deixou 6 reféns mortos ~ Quixabeira do Assaré

Caso Milagres ´Não durmo mais à noite´, diz PM envolvido na operação de Milagres que deixou 6 reféns mortos


Catorze pessoas morreram durante tentativa de assalto a banco em Milagres em dezembro de 2018, entre eles seis reféns (Foto: Normando Sóracles/Agência Miséria)

Em 11/06/2019 às 09:31
Em entrevista exclusiva ao Sistema Verdes Mares, três policiais militares denunciados pelo Ministério Público no caso de Milagres falaram sobre suas participações no caso. Eles admitem a "possibilidade" de ter atirado nos reféns, mas sem a intenção de matar.

"Quando eu olhei pro Bradesco, pra rua, que a gente estava atirando contra o indivíduo no poste, não havia mais ninguém. Que olhei pra calçada eu vi um adolescente. Imediato identifiquei o adolescente", afirma.

"Essa imagem eu não tiro da minha mente. Eu tenho um filho também. Eu não durmo mais à noite, ou pelo menos acordo três, quatro vezes à noite, e toda vida vou olhar, ver como está meu filho na cama. Dou um beijo nele e depois durmo de novo", completa.

De agora em diante, o policial diz que pretende ser mais cauteloso, caso ainda participe de uma ação como a de Milagres. "E acho que daqui pra frente, se eu ainda tiver a oportunidade de fazer isso, eu vou fazer, vou ter um pouco mais de cuidado. Porque ninguém sai de casa pra matar inocente", finaliza.

Investigação

De acordo com os delegados da comissão que investigou o caso, os tiros disparados em direção do local aonde se encontravam os reféns foram dados quando não havia mais a situação de confronto. Depois de perceberem a falha, os PMs ainda retiraram corpos, estojos dos tiros de fuzil disparados e apagaram imagens de uma câmera de segurança, o que configurou adulteração da cena do crime.

Os militares narram a sua versão do ocorrido e como o caso em Milagres mexeu com suas vidas. Eles negam qualquer ilegalidade durante a ação.

Os militares se reuniram em Fortaleza ao meio-dia de 6 de dezembro, véspera da ação de uma quadrilha interestadual de ataque a bancos que se movimentava para a região do Cariri cearense, onde fica o município de Milagres. Eles se reuniram logo após receberem informações da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria de Segurança Pública do Ceará de que os criminosos planejavam o ataque aos bancos.

Ao cair da noite, já em no município de Milagres, os agentes de segurança fizeram uma visita à região dos bancos, que ficam próximos um ao outro. Segundo os PMs, a ação começou por volta de 2h, tendo como ponto de partida os disparos efetuados pelos assaltantes. Para revidar, os policiais teriam agido no sentido de neutralizar a ação dos criminosos.

A investida aconteceu na calçada da Rua José Misael, no momento em que os policiais iniciaram progressão das proximidades da prefeitura em direção à agência do Bradesco - os reféns estavam na lateral, próximo a um poste, conforme versão dos policiais.

"À medida que nos aproximamos, tiros eram disparados em nossa direção. A gente se abrigou e iniciou o revide. Atiramos em indivíduos na lateral do Bradesco. Troca de tiro muito intensa. Quando chegamos na frente do banco, a nuvem de fumaça do sistema de segurança do banco começou a dispersar", afirma um dos policiais.

Fonte: Diário do Nordeste


Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS

PARCEIROS

BREVE EM ASSARE!

Caninana - Então Leva Eu (Clipe Oficial)

RC FLORES

RC FLORES

RC ÓTICA

RC ÓTICA

Redes Socias

Twitter Google Plus Email Twitter Facebook Instagram email Email

Players da Rádio Quixabeira FM

Escreva-se no nosso Site

Curta nossa Página do Facebook

As Mais Lidas do Site

Total de visualizações do Site

Ouça no Rádios Net